Por: A Tribuna
04/01/2023
11:01

A partir de quinta-feira, 5 de janeiro, o Cine Estação, em Amparo, começa a exibir o filme Gato de Botas 2: O Último Pedido. No período de férias, o público contará com três horários de exibição, às 17h, às 19h e às 21h. O filme terá sua estreia no Brasil também no dia 5

São 12 anos que separam Gato de Botas 2: O Último Pedido do seu primeiro longa, que nos apresentou a história de origem do personagem surgido em Shrek 2. Com seu retorno às telonas em uma produção que passou por diferentes diretores, a apreensão para que o longa honre a franquia de sucesso da DreamWorks é natural. A preocupação, porém, se esvai logo nos primeiros minutos com uma abertura de muita ação e música. Gato de Botas 2 vem para provar que todo gato cai de pé.

A nova aventura mostra Gato (Antonio Banderas) descobrindo que perdeu oito de suas nove vidas em suas aventuras e peripécias. Quem dá a notícia de sua sentença é o Lobo Mau, representado como um ceifador (com Wagner Moura na voz original), e para ter de volta suas vidas, Gato deve ir até a Floresta Negra encontrar a mítica Estrela dos Desejos. O bigodudo não é o único em busca da fonte dos pedidos, no entanto: Cachinho Dourados, os Três Ursos e Jack Horner também têm interesse em almejar a estrela.

Com um humor tímido comparado às gags paródicas de Shrek, a primeira história do Gato de Botas nos apresentava o anti-herói e suas famosas botas. Na época, o estúdio provou estar na crista da onda em relação à tecnologia 3D e entregou uma animação agradável que envelheceu bem, com foco na ação. Agora, em O Último Pedido, a DreamWorks resgata o parentesco com Shrek (esculachar os contos de fadas e preservar um humor acessível para o público infantil), enquanto atualiza seu visual com a técnica que mistura o 2D e 3D com movimentos mais dinâmicos e fluidos, como em Aranhaverso e A Família Mitchell e a Revolta das Máquinas.

O resultado é uma aventura com cenas de ação energéticas - sem cair num frenesi de informações visuais, de produções como Uma Aventura Lego - que usa com esmero os contos de fadas como alívio cômico, sem fazer disso seu principal alvo, como em Shrek. A jornada, também, parece mais bem trabalhada do que em sequências desperdiçadas como Desencantada.

Produção

O tempo de produção deste novo Gato de Botas parece ter contribuído para que tudo parecesse bem afinado. Tanto protagonista quanto coadjuvantes têm suas tramas e subtramas bem exploradas, e que abordam temas como o luto, traumas, autoconhecimento e relacionamentos. Ainda que Jack Horner seja mais caricato comparado aos outros personagens, o antagonista baseado na canção de ninar americana entrega uma química aceitável com o Grilo Falante como sua consciência.

Gato de Botas 2: O Último Pedidonão só executa com competência a receita da ação com humor como ainda acena para o futuro, com uma menção que pode acender a nostalgia dos fãs de diversas idades. Se a DreamWorks realinha a narrativa do gatuno espanhol com o humor paródico visto em Shrek, nada mais natural que esse resgate seja arrematado com um fan service. (texto site Omelete)


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot