O jornal A Tribuna foi fundado em 13 de janeiro de 1990 e já se consolidou como o jornal de maior tiragem de Amparo e região. Todas as sextas-feiras, são distribuídos 4000 exemplares. Estima-se que mais de 25 mil pessoas leem A Tribuna nos finais de semana. Já as consultas a página eletrônica do jornal www.at.com.br é vista diariamente por cerca de 5 mil pessoas diariamente.

O primeiro exemplar de A Tribuna circulou no dia 13 de janeiro de 1990. Na ocasião, a edição contou com seis páginas, impressas no sistema tipográfico, e uma tiragem de 500 exemplares. O jornal era impresso na Gráfica e Editora N.A. (antigo jornal “O Município”) e tinha como proprietários André Luis Souza Campos, Aparecido Donisete Pereira, Luís Antonio Neves e Miguel Martins. A jornalista responsável era Rita de Cássia Gritti Gonçalves.

A distribuição acontecia sempre aos sábados. Neste período, A Tribuna já mantinha uma linha editorial independente e noticiosa sobre os fatos que aconteciam em Amparo. Devido a problemas técnicos, o jornal deixou de circular no dia 21 de abril de 1991, retornando às atividades em 22 de fevereiro de 1992, desta vez com várias modificações.

Uma nova fase

A Tribuna passou a contar com uma tiragem de 1.000 exemplares e uma média de 12 páginas. Na direção do jornal, ficaram os sócios André Luis Souza Campos e Aparecido Donisete Pereira. Outros dois sócios, Paulo Domingues e Erick Witter, assumiram as cotas de Luís Antonio Neves e Miguel Martins. A Redação foi assumida pelo jornalista Paulo Domingues. A nova fase do jornal foi próspera. A princípio, era impresso na oficina do jornal “A Cidade”; porém, em abril de 1992, através de um financiamento, foram adquiridos maquinários para a impressão do jornal. Foram adquiridas, na ocasião, duas linotipos, uma impressora, uma tituleira Ludow, além de uma grande quantidade de chumbo e tipos tipográficos. O investimento foi de US$ 7.500. A Tribuna funcionava na Rua Luiz Precoppi, 51-A, Bairro do Silvestre.

Desse período para a frente, A Tribuna registrou um crescimento significativo. Mantendo uma linha editorial independente, sem vínculos políticos, o jornal viu dobrar o número de assinantes, passando de 300 para quase 700. Mesmo sendo impresso no sistema tipográfico, a tiragem aumentava todos os meses. Em fevereiro de 1993, com a mudança para a Avenida Bernardino de Campos, a tiragem passou a ser de 1.300 exemplares, passando poucos meses depois para 1.500 e 1.800 exemplares semanais. A vendagem em banca também cresceu consideravelmente. No final de 1994, A Tribuna adquiriu computadores, e toda a sua equipe participou de cursos de computação gráfica visando passar o jornal do sistema tipográfico para o computadorizado.

Em julho de 1995, novos investimentos foram feitos, desta vez na ordem de R$ 10 mil. O chumbo dos tipos deu lugar aos computadores e o sistema de impressão passou do tipográfico para o “naylon print”. Na ocasião, todo o maquinário foi adquirido junto ao jornal “O Diário”, da cidade de Santa Bárbara D´Oeste/SP. Na época, a impressora adquirida permitia a impressão de 2 mil exemplares por hora contra cerca de 800 da antiga impressora tipográfica. A máquina fez A Tribuna deixar de utilizar o papel em resma, passando a utilizar papel em bobinas. Novamente, o investimento deu bons resultados. A tiragem foi aumentando gradativamente, chegando a 3.000 exemplares em janeiro. Em abril do mesmo ano, diante da situação do mercado e da dificuldade de se encontrar chapas de nylon print no mercado, a Direção de A Tribuna optou pela terceirização da impressão, transformando novamente a impressão do jornal, passando, agora, do nylon print para o off-set, sistema mantido até hoje. Em 2011, A Tribuna adquiriu um máquina rotativa que serviu o jornal até 2014, quando a impressão foi novamente terceirizada.

O jornal passou a circular às sextas-feiras. Mais uma vez, a mudança trouxe benefícios. O jornal A Tribuna mantém, hoje, 1.900 assinantes, é vendido em bancas e em vários pontos da cidade como padarias, lanchonetes, bares, supermercados etc., além de circular também nas cidades de Monte Alegre do Sul, Pedreira e Serra Negra.

O jornal pode também ser acessado pela internet através do site: www.at.com.br.

São seus proprietários e diretores: Aparecido Donisete Pereira (diretor comercial) e Paulo Domingues (jornalista).

foto

A Tribuna é uma publicação da empresa Lumad – Linotipadora e Serviços Graficos Ltda EPP

Endereço
Avenida Bernardino de Campos, 443
Ribeirão, Amparo – São Paulo
CEP: 13900-400
Telefones: 3807-5261 e 3807-8474
E-mails:
Redação: materia@at.com.br Financeiro: redacao@at.com.br Publicidade: publicidade@at.com.br
Redes Social

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot