Por: A Tribuna
10/01/2024
07:01

A cidade de Monte Alegre do Sul receberá o espetáculo A Gata Café, de Toninho Ferragutti Quinteto no dia 13 de janeiro, sábado, às 18h, na Apta Fazenda Experimental. A apresentação gratuita é viabilizada por meio do ProAC 2022, da Secretaria de Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, com a produção executiva da Borandá e o apoio de produção local do Coletivo Ubirici. Para apresentar repertório autoral, Ferragutti (acordeom), estará acompanhado por Cássio Ferreira (sax), Fábio Leal (guitarra), Cléber Almeida (bateria) e Alberto Luccas (contrabaixo).

Ao longo de mais de três décadas de carreira, esse eclético músico e compositor paulista já exibiu seu talento em inúmeros shows e gravações, tocando choros, valsas, sambas, ritmos nordestinos e sulistas, jazz e música instrumental, além de música erudita algo raro entre os acordeonistas de nosso país. Neste trabalho lançado em 2016, Ferragutti formou um quinteto com sonoridade mais próxima do jazz e com esse projeto, realizou mais de 60 shows no Brasil e no exterior. Nesta formação reforça sua facilidade de transitar por diversos gêneros e estilos musicais, assim como sua técnica apurada, rendendo ao instrumentista o Prêmio da Música Brasileira de 2017, como Melhor Solista (Música Instrumental).

No repertório deste show, Ferragutti traz composições próprias, criadas ao longo de sua carreira, como os contagiantes choros “O Mancebo” (inspirado no álbum ‘São Paulono Balanço do Choro’, do pianista Laércio de Freitas) e “Chapéu Palheta”, gravados originalmente no final dos anos 1990; o saltitante frevo “Bipolar”, composto a pedido do saxofonista e maestro pernambucano Spok; a dançante “Com a Búlgara Atrás da Orelha”, inspirada na tradição musical do Leste Europeu; “Beduína”, uma homenagem de Ferragutti à sua esposa, Cinthia Camargo, artista plástica cuja família é de origem árabe; o forró “Egberto”, cheio de respirações e espaçamentos, que homenageia um dos pilares da música instrumental brasileira, Egberto Gismonti; a hipnotizante “Cortejo do Rio do Peixe”, composição cujo título faz referência ao rio que atravessa a cidade de Socorro (SP), onde nasceu Ferragutti. Em meio a outras composições e à diversidade que caracteriza a música de Ferragutti, não poderia faltar um tango: “Nem Sol, Nem Lua”, que na formação de quinteto abre espaço para criativos solos de violão, sax soprano e do acordeon do próprio Ferragutti.

“Toninho Ferragutti é dos melhores e está entre os maiores músicos do Brasil. Adoro sua sanfona, que pode ser de Piaf, bem francesa, ou do choro também comovido do Dominguinhos, os sete baixos do seu Januário, um músico brilhante e sem dificuldades no seu namorar com sua sanfona, acordeon, como quiserem chamar. Merece todos os prêmios e sou privilegiada de sempre poder contar com sua música em meus trabalhos. Brilhante! Aplausos calorosos.”, revelou a cantora Maria Bethânia

 

Confira o repertório da apresentação

A Gata Café (Toninho Ferragutti)

Cortejo do Rio do Peixe (Toninho Ferragutti)

Nem Sol, Nem Lua (Toninho Ferragutti)

Com a Búlgara Atrás da Orelha (Toninho Ferragutti

Bipolar (Toninho Ferragutti)

Beduína (Toninho Ferragutti)

Bebê (Hermeto Pascoal)

O Mancebo (Toninho Ferragutti)

Chapéu Palheta (Toninho Ferragutti)

Santa Gafieira (Toninho Ferragutti)

Nova (Toninho Ferragutti)

Egberto (Toninho Ferragutti)

 

Serviço

Toninho Ferragutti Quinteto

Data e horário: 13 de janeiro, sábado, às 18 horas 

Local: Apta Fazenda Experimental - Estrada da Fonte da Índia - Rua Dr. José Paiva Castro, 1493 - Monte Alegre do Sul - SP

Classificação: Livre

Entrada Gratuita - Sem retirada prévia de ingressos


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura