Por: A Tribuna
29/11/2023
09:11

Na noite de sexta-feira, 24 de novembro, nas dependências do plenário da Câmara Municipal de Amparo, foi realizada a sessão solene de posse dos cinco novos “imortais” da Academia Amparense de Letras (AAL). O evento foi acompanhado por membros da AAL, convidados e parentes dos novos membros da AAL.

Os novos acadêmicos são: O empresário e autor Sérgio Antônio Carra que ocupara a cadeira de número 5. Ele foi indicado pelo acadêmico Dr. Guilherme Coli. A professora Valéria Bastelli, apresentada pela Acadêmica Cleusa Albuquerque ocupará a cadeira de número 12. Dando sequência, o Professor Fernando Fabrício Pagan, ocupará a cadeira de número 34, este apresentado pela acadêmica Regina Endrighi. Apresentado pelo presidente da AAL, Dr. José Tadeu de Campos Nobrega Tadeu, o escritor Dr. Lucas Franco Pacheco, também médico, ocupará a cadeira de número 34 e ainda o escritor Ivan Luís Vieria Piffer, este apresentado pelo acadêmico professor Alexandre José Silva, ficando como novo titular da cadeira de número 7.

Na solenidade os padrinhos proferiram suas apresentações e bem como os novos empossados fizeram seus discursos de posse e de agradecimento. O evento contou ainda com a presença da vereadora Rosa Aparecida Montini Rodrigues, que representou a Câmara Municipal de Amparo. A solenidade de posse foi prestigiada ainda pelo cantor Roger Armellini, que realizou apresentações musicais.

Em uma segunda etapa, também muito importante e festiva foram empossados como membros correspondentes o autor de 20 livros e artista plástico, nascido no Egito, Alberto Farah, este que foi apresentado pelo presidente José Tadeu. Apresentado pelo professor Nelson Machado Filho, tomou posse o Tenente Carlos Henriques Franco de Morais, morador em Serra Negra, com grande bagagem cultural.

Em seguida é empossada a professora e artista Taís Falleiros, apresentada pela professora Cleusa Albuquerque. Na sequência, todos apresentados pelo vice–presidente, professor Alexandre José Silva:  o escritor Neville Godoy Morais Santos. Em seguida é empossado o  produtor cultural e jornalista, residente em de Serra Negra, Henrique Vieira. Dando sequência, com destaque não só para a idade, mas também pelo grande repertório cultural: a poetisa centenária (105 anos) Jaci Arruda Faccioni e Doroty Leiner, (91 anos) atriz, professora, nascida na Romênia, com inúmeros trabalhos na área cultural. “Todos muito qualificados e que com certeza engrandecerão ainda mais a Academia Amparense de Letras” salientou o seu Presidente Dr. José Tadeu de Campos Nóbrega.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura