Por: A Tribuna
21/03/2020
17:03

O cenário é de um filme de ficção onde o mundo passa por uma tragédia e as pessoas se escondem em casa para se proteger. Porém isso está acontecendo, como diversas cidades do Brasil e do mundo Amparo está desde ontem, 20 de março, em Estado de Emergência por causa do coronavírus. Agora, dia 21 de março, por volta das 16h30, diversos pontos visitados por A Tribuna mostravam a cidade de Amparo praticamente vazia. As Praça Pádua Salles e Monsenhor João Batista Lisboa estavam vazias. Nas principais ruas da cidade, entre elas, Avenida Bernardino de Campos, Treze de Maio, Doutor Carlos Burgos e Quinze de Novembro estavam desertas.

Decreto assinado pelo prefeito Luiz Oscar Vitale Jacob (PSDB) estabeleceu a suspensão de diversas atividades comerciais pelo período de 20 de março até 5 de abril. Ficam suspensos o funcionamento de galerias, comércios varejistas e atacadistas, restaurantes, bares e lanchonetes. Assim como academias, clínicas e centros de estética, bares e casas noturnas, museus, centros culturais, novas hospedagens em hotéis e pousadas. Casas lotéricas e caixa de recebimentos também não poderão funcionar até o dia 5 de abril. Bancos funcionarão parcialmente para manter os caixas eletrônicos e outras formas de atendimento online aos clientes.

height=385
Rua Treze de Maio também está vazia. Decreto estabelece o fechamento do comércio da cidade

No decorrer do dia, guardas municipais e servidores públicos orientaram os comerciantes e proprietários de estabelecimentos que abriram as portas desrespeitando o Decreto. O não respeito das novas regras podem resultar no cancelamento do alvará do funcionamento.

Movimento no período da manhã apenas nos supermercados. Alguns estabelecimentos estão limitando a quantidade e venda de alguns gêneros. Os supermercados estão também limitando a quantidade de pessoas no seu interior obedecendo uma determinação da Prefeitura de Amparo.  

 

height=387
Rua Quinze de Novembro local muito frequentada aos sábados, hoje estavava vazia

 

height=394
Avenida Doutor Carlos Burgos praticamente estava vazia na tarde do primeiro dia do decreto

 

 

 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura