Por: A Tribuna
19/03/2021
00:00

Noite com poucas horas de sono, desconforto, sonolência excessiva durante o dia... Estes sintomas podem parecer sem importância, mas mostram que algo não está certo. O sono é fundamental para o equilíbrio e bom funcionamento do corpo e da mente. Hoje, dia 19 de março, é o Dia do Sono, celebrado para trazer importantes informações sobre o tema para melhorar a qualidade de vida da população.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os distúrbios do sono afetam 40% da população brasileira, dados estes que aumentaram com as consequências trazidas pela pandemia da Covid-19. Para a médica especializada em Medicina do Sono e cooperada da Unimed Amparo, Valéria Morandi Zicari da Costa, a qualidade do sono, infelizmente, não é uma preocupação para grande parte das pessoas, mas que influencia decisivamente na saúde física e mental.

“O sono é um processo ativo onde o cérebro trabalha o tempo todo, processando coisas fundamentais para o correto funcionamento do no nosso organismo, como síntese de hormônios, a seleção das memórias úteis para guardar o que aprendemos durante o dia e a restauração do sistema imunológico, que nesta fase de pandemia é fundamental, entre outras coisas”, explica a médica.

Para a especialista, outro fator importante é que a rotina diurna influencia diretamente na qualidade do sono. “Diversos hábitos influenciam na qualidade do sono, como alimentação, consumo de achocolatados, cafeínas e outros estimulantes, exercícios físicos noturnos, que acabam aumentando a temperatura do corpo, a ingestão de bebida alcoólica, uso descontrolado de medicamentos para o sono e de tecnologias, como celular e computador. Um terço do nosso tempo diário deve ser coberto pelo sono. Outra preocupação é daqueles que têm a ideia de ocupar o tempo de sono para trabalhar com a ideia de que dormir é ‘perder tempo’. É um engano que isto traga produtividade, porque a falta de sono de qualidade influencia negativamente nosso desempenho. É preciso parar para que o nosso organismo e nossa mente trabalhem corretamente e alguns primeiros sintomas da privação de sono são alterações cognitivas, como dificuldade de concentração e alteração na memória, além de desencadear outros prejuízos, como envelhecimento precoce, obesidade e problemas cardiovasculares”, alerta.

Apesar de individual, a má qualidade de sono também traz um prejuízo coletivo. Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET) em parceria com a Academia Brasileira de Neurologia e o Conselho Regional de Medicina indicou que cerca de 42% dos acidentes de trânsito estão relacionados ao sono. Além disso, a falta de qualidade deste momento de “restauração” do organismo pode ocasionar desatenção no trabalho, nas tomadas de decisão e nas tarefas doméstica, também propiciando acidentes.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot oryornoi naturalmarkeet mgjakartaselatan