Por: A Tribuna
11/05/2021
17:05

Na noite de segunda-feira, 10 de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou que municípios suspendam imediatamente o uso do imunizante da AstraZeneca em grávidas e puérperas (mulheres que deram à luz há no máximo 45 dias). Em Amparo, nenhuma grávida foi vacinada contra a Covid-19 até o momento.

O motivo da recomendação da suspensão é que, de acordo com a Anvisa, grávidas e puérperas foram excluídas dos estudos clínicos da vacina Astrazeneca também em Amparo. Durante o dia de hoje, 22 estados do Brasil suspenderam a vacinação com o imunizante Astrazeneca para esse grupo de pessoas. 

Os demais públicos-alvo da vacinação contra a Covid-19 continuam a ser vacinados na cidade. 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura