Por: A Tribuna
26/01/2022
16:25

A flexibilização das regras de combate a pandemia de Covid-19 realizadas no final de 2021, somadas a maior taxa de transmissão da variante Ômicron da doença, fizeram com que o mês de janeiro de 2022, antes do seu término, se tornasse o mês com o maior número de casos confirmados de Covid-19, desde o início da pandemia. Antes disso, os meses de maio e junho de 2021 eram os que haviam registrado as maiores quantidades de novos casos, com 1.300 confirmados em cada mês.

De acordo com dados publicados pela equipe de comunicação da prefeitura, de 1º a 25 de janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde de Amparo confirmou um total de 3.140 novos casos de Covid-19. No dia 1º o total de casos confirmados na cidade era de 8.397, enquanto o total registrado no dia 25 era de 11.537. O dia 17 de janeiro foi o dia com o maior número de confirmações, totalizando 247 casos. A secretária municipal de Saúde, Marina Leitão, informou “que infelizmente os números passarão de quatro mil casos de Covid-19 confirmados neste mês”.

Apesar de aparentemente ser mais leve nos sintomas, a variante Ômicron tem uma taxa maior de contaminação. “Em Amparo temos praticamente 92% da população vacinada com as duas doses e estamos chegando a 45% vacinadas com a dose adicional. Por esse motivo posso entender que os sintomas são mais leves porque as pessoas estão vacinadas”, afirmou Marina Leitão, que ainda lembrou que a vacina nunca foi promessa de que não existiria mais a doença, e sim que ela diminuiria as complicações da Covid-19.

“Acredito ser uma mescla das duas coisas, variante mais branda e a nossa cobertura vacinal que é muito grande. Graças a essas duas coisas temos uma grande quantidade de novos casos, mas poucas internações”, disse a secretária.

Tratamentos e isolados

O número de pessoas recebendo tratamento e em isolamento também teve um aumento significativo nos primeiros 25 dias de janeiro. No dia 1º, a cidade tinha 47 pessoas em tratamento e apenas três internadas, enquanto o número passou para 476 pessoas recebendo tratamento, sendo 17 delas internadas nos dois hospitais da cidade. Já o número de pessoas isoladas com sintomas gripais passou de 235 no dia 1º, para 1.500 no dia 25, enquanto o número de familiares isolados passou de 822 para 6.073.

A secretária de Saúde afirmou que no momento a situação dos leitos de hospital seguem tranquilas, “mas já estamos afogando nosso sistema de atendimento primário”. Segundo Marina Leitão, “já tivemos um aumento de ocupação dos leitos de UTI e de Enfermaria dos dois hospitais, e a maioria das internações são de idosos, acima de 80 anos, com algumas comorbidades. Mas é importante analisar que, mesmo com a baixa relação de contaminados e internados, se esses números de contaminados continuar subindo, a gente pode sim ter novamente um colapso nos leitos hospitalares, essa é uma realidade”, concluiu a secretária de Saúde.

As internações, que dia 1º de janeiro eram de apenas 15% da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa, passou para 60% da UTI, e mais 37,5% da UTI e 25% da Enfermaria da Beneficência Portuguesa.

Vacinação das crianças

Com alta porcentagem dos adultos vacinados em Amparo, o foco da Secretaria Municipal de Saúde é a vacinação das crianças, que teve início na semana passada. Marina Leitão lembrou que “hoje o método mais seguro de combate e controle da Covid-19 é a vacinação. São vacinas aprovadas pela Anvisa, e por isso deixo meu recado aqui para os pais. Procure conversar com profissionais de saúde para que eles possam orientar melhor e mostrar a importância da vacinação. Ano passado a Covid-19 foi a segunda maior casa de morte de crianças. As vacinas para as crianças estão disponíveis na cidade e nossa equipe está trabalhando para garantir todo o processo vacinal das crianças”, garantiu a secretária Marina Leitão.

Tabela Covid-19 – janeiro de 2022

                                                      1 de janeiro                 25 de janeiro                 Total

Novos casos                                     06                                92

Total de casos confirmados             8.397                           11.537                           3.140

Total de óbitos                                 258                              265                                7

Total de casos curados                    8.101                           10.748                           2.647  

 

Em tratamento                                47                                523                                 476

Internados                                       03 de Amparo              09 de Amparo

                                                        00 de fora                    08 de fora

Isolados com síndromes gripais        235                            1.735                            1.500

Contatos isolados                            822                              6.073                            5.251

 

Ocupação Hospitais

Hospital                              Enfermaria        UTI                  Enfermaria      UTI

Santa Casa Anna Cintra       0%                  15%                 0%                  60%

BPA                                       0%                  0%                   25%                37,5%

 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura