Por: A Tribuna
18/03/2021
10:03

O prefeito de Amparo Carlos Alberto Martins (MDB) divulgou nota da rede social Facebook desmentindo um áudio divulgado também pelas redes sociais que o município de Amparo estaria em lockdown a partir de sábado, 20 de março, inclusive com o fechamento de supermercados e postos de gasolina.

Na nota o prefeito de Amparo diz o seguinte: “Está rolando um áudio dizendo que haverá lockdown em Amparo nos dois próximos finais de semana. Mentira  de mau gosto dessa gente desocupada que vive confundindo a população.  Seguimos na fase emergencial com supermercados funcionando até as 20 horas, com permissão de uma pessoa por compra. Não vou assinar lockdown em Amparo. Mas precisamos usar máscara, respeitar o distanciamento, pois os hospitais estão lotados!”

Fase emergencial

Desde sábado, dia 13 de março, Amparo está na fase emergencial do Plano São Paulo. O Governo do Estado anunciou na quinta-feira, dia 11 de março, que todas as cidades do estado de São Paulo devem entrar na fase emergencial a partir de segunda-feira, dia 15, mas o prefeito de Amparo, Carlos Alberto Martins, decretou o início de algumas medidas da fase emergencial na cidade já a partir de 00h do dia 13, sábado.

A fase emergencial prevê regras mais rígidas de funcionamento da quarentena, e deve permanecer até o dia 30 desse mês. O objetivo dessa medida é reduzir a circulação do vírus e com isso diminuir a ocupação dos hospitais da cidade, que estão com as UTIs 100% lotadas. Nessa fase, ficam proibidas algumas das atividades que antes estavam liberadas e os serviços essenciais trabalham com restrições.

Desde sábado, 13, supermercados e farmácias devem autorizar a entrada de somente uma pessoa por compra, com distanciamento mínimo de 2 metros entre as pessoas na fila e devem disponibilizar um funcionário para garantir a organização das filas. Os demais estabelecimentos de atividades essenciais devem funcionar apenas em sistema de delivery ou drive-thru e devem encerrar suas atividades até às 20h, exceto farmácia, serviços médicos, serviços funerários e postos de combustível.

Os serviços de entrega de alimentos e produtos ao cliente serão permitidos apenas no sistema delivery, e a retirada de produtos e refeições na porta dos estabelecimentos está proibida. O trabalho remoto será obrigatório para escritórios e atividades administrativas não essenciais. Está proibido o funcionamento de qualquer outro estabelecimento, inclusive loja de materiais de construção e academias. No transporte público coletivo municipal serão permitidos apenas passageiros sentados até o limite da capacidade de assentos do veículo.

Os servidores públicos municipais com mais de 60 anos deverão realizar trabalho remoto. A Prefeitura também não realizará atendimento presencial ao público na Central de Atendimento ao Cidadão. O cidadão poderá realizar atendimento virtual dos serviços disponíveis através do site www.amparo.sp.gov.br, por e-mail centraldeatendimento@amparo.sp.gov.br ou via telefone (19) 3817-9254 e (19) 3817-9325.

Desde segunda-feira, 15 de março, outras medidas restritivas impostas pelo governo do estado também começam a valer na cidade, como o toque de recolher das 20h às 5h e a proibição de atividades religiosas coletivas. O estado de São Paulo está na pior fase de contágio do coronavírus desde o início da pandemia, por isso a população deve aumentar os cuidados de distanciamento e higiene para minimizar a disseminação do vírus em Amparo.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura