Por: A Tribuna
01/11/2019
00:00

Galã de novelas, Malvino Salvador se prepara para curtir férias e, por que não viagem de lua de mel com Kyra Gracie, já que a novela “A Dona do Pedaço” caminha para seus momentos finais.  O ator praticamente tem emendado um trabalho ao outro; na novela “Orgulho e Paixão”, no ano passado, interpretou o Coronel Victor Brandão, personagem que tinha um lado cômico, mas em “A Dona do Pedaço” encarnou o empresário Agno Aguiar que durante algum tempo escondeu a sua homossexualidade, mas no decorrer da trama assumiu os seus sentimentos, inclusive sua paixão por Leandro (Guilherme Leicam). Os últimos capítulos da novela prometem emoções extras aos telespectadores. Agno será incentivado pela filha Cássia (Mel Maia) a pedir Leandro em casamento.  A união dos dois é um momento muito esperado, principalmente porque a adolescente Cássia de imediato não aceitou a homossexualidade do pai e através dessa personagem o autor Agnaldo Silva levantou a bandeira contra o preconceito.  A mudança em seu comportamento resultará na felicidade total de Agno e Leandro.

Vale dizer que o desempenho do ator na pele de Agno, que é um personagem complexo, é digno de nota, principalmente nas cenas que protagonizou com Caio Castro, o Rock da trama, e com Guilherme Leicam. Bonita a cena na qual Agno assumiu diante de todos os seus colegas de academia que estava apaixonado por Leandro e que os dois estavam juntos, pedindo o respeito de todos, principalmente para com o faxineiro. O tema homossexualidade tem sido abordado com certa frequência nos folhetins, na expectativa de levar informação e incentivar o respeito às opções individuais. Interpretar um personagem homossexual exige bastante do artista.

Contabilizando, Malvino tem mais de quatorze anos de carreira, sendo dezessete trabalhos na televisão, quatro filmes e seis espetáculos teatrais.

Malvino Salvador tem enfrentado uma pesada rotina de gravações, mas no dia 12 de outubro deste ano ele oficializou a união com Kyra Gracie, numa cerimônia lindíssima realizada em Fernando de Noronha.

Nascido Malvino Ramos Salvador, no dia 31 de janeiro de 1976, em Manaus, Malvino Salvador é considerado galã da dramaturgia brasileira, embora ele mesmo se mantenha bem discreto quanto ao rótulo.

Até os 25 anos, Malvino viveu em Manaus onde trabalhava em um banco e cursava a Faculdade de Ciências Contábeis. Até que foi convidado para participar de um desfile e daí a sua vida se transformou.

Ele mudou-se para a cidade de São Paulo e começou a participar de campanhas publicitárias e investiu na carreira de modelo através de uma badalada agência.

Os primeiros passos como ator foram no Teatro. Estreou como ator de novelas em 2004, em “Cabocla”, fazendo o personagem Tobias. Por este primeiro trabalho na televisão, ganhou o Prêmio Qualidade Brasil de Ator Revelação. 

A partir daí, foi emendando um folhetim ao outro, sendo que paralelamente ganhou espaço também no cinema; por exemplo, ele é a estrela dos filmes “Qualquer Gato Vira-Lata” e “Qualquer Gato Vira-Lata 2”.

O novelista Walcyr Carrasco viu o seu desempenho e gostou. Tanto que o chamou para fazer o Vitório, na novela “Alma Gêmea”. O ator também mostrou sua performance na pele de vilão, em “O Profeta”, na qual apareceu na pele de Camilo, contracenando principalmente com Paolla OIiveira e Samara Felippo.  No entanto, o autor Walcyr Carrasco “assassinou” Camilo para que o Malvino pudesse participar da novela “Sete Pecados” que também foi produzida em 2006.

Depois de “Sete Pecados”, ele passou a mostrar o seu talento no chamado “horário nobre”, que é faixa das nove da noite. No ano de 2009, estava em “A Favorita”, interpretando Damião.

Depois vieram, “Caras & Bocas”, “Fina Estampa”, “Guerra dos Sexos”, “Amor à Vida” na qual foi protagonista ao lado de Paolla Oliveira, “Haja Coração” e “Sol Nascente”.  Além de participar de produções especiais da Globo.

Malvino Salvador sempre foi muito discreto, principalmente quando o assunto é sua vida pessoal. E as badalações nas quais aparece sempre estão ligadas a motivos profissionais. Entre 2007 e 2009, ele manteve um romance com sua amiga Ana Ceolin, com quem convivia há muitos anos. Deste relacionamento nasceu Sofia, a primeira filha do ator. Após a separação, namorou a modelo Renata Westphal.

Quando atuava em “Fina Estampa”, aproximou-se de Sophie Charlotte e os dois se tornaram grandes amigos. Em 2011, decidiram dividir o mesmo teto e entre idas e vindas terminaram o casamento dois anos depois.

Mas o cupido foi certeiro quanto aproximou Malvino Salvador e a esportista Kyra Gracie. No final de 2013, eles foram morar juntos e em 2014, nasceu a primeira filha do casal, Ayra;  e dois anos depois, nasceu Kyara, a segunda menina do casal. Assim, o ator é pai de três meninas que foram damas de honra em seu casamento com Gracie no dia 12 passado. 

Quando encerrar o seu trabalho em “A Dona do Pedaço”, especula-se que o ator deverá curtir o que se chama no meio artístico de “descanso de imagem”, além de aproveitar para ficar com a mulher e as filhas, já que Malvino Salvador é assumidamente um “homem de família”. Em todas as suas entrevistas, infalivelmente, ele fala da importância que a família tem em sua vida.

 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura