Por: A Tribuna
24/06/2020
15:06

Na última semana uma denúncia feita através das redes sociais apontou para uma grande quantidade de roupas, que haviam sido doadas para o Fundo Social de Solidariedade, jogadas em um pátio de estacionamento da Prefeitura Municipal de Amparo. A princípio a Prefeitura Municipal divulgou uma nota nas redes sociais afirmando que a maioria das roupas que estavam no local eram contaminadas, ou seja, peças encontradas na beira do Rio Camanducaia, sujas e abandonadas.

Porém na segunda-feira, 22 de junho, procurada pela reportagem do Jornal A Tribuna, a presidente do Fundo Social, Heloísa Maria Vitale Jacob, esclareceu que houve uma falha no processo de separação das roupas doadas, fazendo com que roupas que seriam utilizadas para confecção de colchas e algumas em bom estado acabaram sendo descartadas de maneira inadequada no pátio da Prefeitura. “Assim que fiquei sabendo do erro eu solicitei que parte das roupas fossem devolvidas ao Fundo Social” disse a presidente Heloísa.

O assunto teve grande repercussão na cidade porque a outra parte das roupas, consideradas inapropriadas para doações pela equipe do Fundo Social, acabou sendo descartada de maneira irregular pela equipe da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços.

height=400
Roupas encontradas no pátio da prefeitura
height=400
Sacos com roupas em boas condiçoes se misturaram com sacos de roupas para descarte

Algumas denúncias apontaram que o material teria sido descartado em um terreno nos fundos da ONG Carisma, o que foi prontamente negado pelo presidente da ONG, Pastor Wilson. “Nós recebemos eventualmente caminhões da equipe da prefeitura, mas sempre com lenha ou outros descartáveis que utilizamos aqui, mas em nenhum momento foram descarregadas roupas em nosso terreno”, afirmou o presidente Wilson. Outras denúncias apontam que as roupas teriam sido descartadas em um terreno atrás de empresa JBS.

height=400
Denúncias apontam que roupas teriam sido descartadas em terreno de ONG ou atrás da JBS
height=400
Denúncias apontam que roupas teriam sido descartadas em terreno de ONG ou atrás da JBS

Procurado para esclarecimentos, o secretário municipal Carlos Roberto Piffer – Carlão Piffer, da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços, não soube dizer o motivo do material ter disso despejado primeiramente no pátio da prefeitura, e nem onde teria sido descartado após a retirada de lá.

O prefeito municipal Luiz Oscar Vitale Jacob (PSDB) determinou a abertura de uma sindicância para investigar o acontecido e postou um vídeo em suas redes sociais, na noite de segunda-feira, 22 de junho, pedindo desculpas a sociedade pelo erro. O prefeito disse que irá investigar para encontrar o erro e lembrou a todos da importância em continuar a doar. “Podem confiar na Campanha do Agasalho do Fundo Social e Solidariedade, que é uma instituição séria, com pessoas que tem o compromisso com as pessoas que mais precisam, e venho mais uma vez pedir perdão e a compreensão de todos da nossa querida cidade de Amparo” afirmou o prefeito Jacob.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot