Por: A Tribuna
22/05/2020
11:05

Depois de uma grande discussão política na última semana, sobre um suposto fechamento da Base da Polícia Militar Rodoviária de Amparo, localizada na Rodovia SP-360, no Jardim Serra das Estâncias, o Capitão Theo Santos de Souza, responsável pela 2ª Cia, do 4º Batalhão de Policiamento Rodoviário, atendeu a reportagem do Jornal A Tribuna para explicar o que acontecerá com a Base de Amparo.

De acordo com o Capitão Theo, responsável pela 2ª Cia desde setembro de 2018, foi desenvolvido um estudo para identificar quais bases poderiam ser transformadas em bases monitoradas. “A ideia atual é instalar alguma Bases Monitoradas por um período de experiência, de aproximadamente seis meses, para reunirmos dados suficientes para entender se o projeto de Base Monitorada pode ser implementado em maior escala.

“Temos um total de 20 bases no 4º Batalhão e o estudo identificou que 13 delas teriam o perfil indicado para serem transformadas em Bases Monitoradas” disse o Capitão. Esse estudo foi direcionado para as cinco Cia do 4º Batalhão e cada capitão decidiu em quais seriam implementados o sistema de base monitorada. “Das cinco bases da minha Cia, as de Amparo, Paulínia e Mogi Mirim foram credenciadas para essa implementação. A de Paulínia fica em frente a Replan e temos uma intensidade de ocorrências, além de problemas estruturais. Em Mogi Mirim fica a base da Cia, onde temos uma atividade intensa e por isso não podemos implementar esse sistema. Já a Base de Amparo reúne todas as condições para a aplicação da Base Monitorada, e por isso foi a selecionada da minha Cia”, disse Capitão Theo.

Base Monitorada

Segundo o Capitão Theo nenhuma base será desativada e a ideia de transformar a base é para dar mais otimização do trabalho da Polícia Militar Rodoviária e mais liberdade para os policiais. “Hoje temos quatro policiais que ficam ‘presos’ dentro da Base. Com a mudança, nós utilizaremos esses policiais em viaturas que poderão se deslocar dentro de uma programação de trabalho, lembrando que eles continuaram a trabalhar na região de Amparo” garantiu o Capitão.

O Capitão Theo fez questão de deixar claro que a Base de Amparo continuara funcionando, e que todas as ocorrências de Amparo e cidades vizinhas continuaram a serem registradas na Base. “Quando não haver uma viatura de plantão na Base, o cidadão deverá utilizar um interfone para informar sobre a ocorrência, e uma viatura será enviada rapidamente para o atendimento” disse o Capitão Theo.

Prazo para a implementação

Segundo o Capitão Theo o estudo já foi aprovado pelo comando, “mas antes de ser implementado serão necessárias algumas adaptações na Base, de segurança e de melhorias de internet, e ainda não temos uma data para liberação de recursos para isso. Portanto ainda não temos uma data para o início desta implementação” concluiu o Capitão Theo.

  


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot oryornoi naturalmarkeet mgjakartaselatan