Por: A Tribuna
27/04/2021
14:20

Na última segunda-feira, 26 de abril, as escolas particulares de Amparo voltaram a receber alunos, enquanto as escolas municipais e estaduais terão o retorno das aulas presenciais no dia 3 de maio. A volta às aulas presenciais para os alunos dos ensinos Infantil, Fundamental e também os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) aconteceu depois que foi publicado o Decreto Municipal nº 6.267, de 22 de abril, que determinou a retomada gradual das aulas e atividades presenciais das redes pública e privada de ensino de Amparo.

O decreto foi assinado pelo prefeito municipal Carlos Alberto Martins (MDB) depois de ampla discussão com a equipe de Secretaria Municipal de Educação e a Comissão de Planejamento de retorno das aulas presencias pós-pandemia, além de considerar todas determinações elaboradas pelo Governo do Estado de São Paulo.

A Secretaria de Educação vai monitorar diariamente, juntamente com as equipes de Fiscalização Sanitária, a saúde e sintomas dos funcionários e alunos das escolas para evitar qualquer possível transmissão do coronavírus. Além disso, também será retomada a testagem dos profissionais, de acordo com a organização prévia da Secretaria Municipal de Saúde.

Aulas mistas

No retorno gradual às aulas presenciais, será ofertado aos alunos o ensino híbrido, com a associação de atividades presenciais e remotas, sempre favorecendo o processo de construção do conhecimento.

As salas de aulas terão um limite de capacidade do número de alunos, de acordo com os protocolos sanitários específicos para a área da educação, bem como os definidos para a área de classificação do município no Plano São Paulo. Cada escola, pública e privada, será responsável por definir a estratégia de retorno, a forma de atendimento presencial e os critérios de alternância de grupos, a fim de manter o distanciamento social.

Além das escolas realizarem aulas com número reduzido de alunos em cada sala para evitar aglomerações, todas as medidas de higiene e distanciamento também serão cumpridas. As aulas serão em jornada reduzida com entradas e saídas dos alunos em horários escalonados para evitar aglomerações. A escola disponibilizará álcool gel para todos os alunos, as carteiras dentro das salas de aulas serão espaçadas e a merenda será realizada com pratos prontos para cada criança, evitando que elas tenham contato próximo entre si. Os intervalos serão feitos com revezamento das turmas, e o transporte escolar funcionará com capacidade reduzida, com média de 6 alunos por van. 

Férias adiantadas

Durante a sessão na Câmara Municipal, realizada na tarde de segunda-feira, 26 de abril, o vereador Edilson Chave dos Santos (DEM) comentou que o prefeito de Jaguariúna optou pelo adiantamento das férias de julho para o mês de maio, para dar mais tempo aos profissionais e para que as aulas não tenham que parar novamente devido as férias do meio do ano. “Essa ideia é boa porque para voltar as aulas é preciso todo um preparo pedagógico, e de que adianta voltar agora e ter que parar em julho para as férias dos alunos. Por isso ele antecipou as férias para depois seguir sem interromper o trabalho pedagógico” disse o vereador na Tribuna Livre.

Segundo o vereador Edilson, essa é uma sugestão para a secretaria municipal de educação e para o prefeito.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura