Por: A Tribuna
19/08/2020
11:08

A cada ano que passa sofremos mais com altas temperaturas e baixa quantidade de chuvas devido a alterações climáticas em todo o planeta, e a falta de chuva afeta diversas áreas da cidade, além da captação de água em si. Depois de mais de três meses sem chuvas em Amparo, a chuva voltou a cair na última segunda-feira, 17 de agosto. De acordo com o departamento de pesquisas do Jardim Botânico Araribá (JBA), administrado pelo Grupo de Ações e Estudos Ambientais (GAEA), na cidade de Amparo, no dia 17 choveu um total de 24 milímetros (mm), enquanto na terça-feira, 18 de agosto, o volume total de chuva foi de 14mm.

Rio cheio e água barrenta

Quando acontecem essas chuvas mais fortes muitos se alegram em poder ver o Rio Camanducaia mais cheio e com água barrenta correndo mais rápida. Segundo um dos pesquisadores do JBA isso não é bom, pois significa que a água não está infiltrando como deveria no solo, o que diminui a reservação e formação de nascentes para manter a disponibilidade hídrica durante o ano todo. “O que choveu nos dois primeiros dias da semana foi capaz de infiltrar apenas 2cm em solos permeáveis. Acontece que a água acaba escorrendo sem ser absorvida, e vai para os rios, levando junto uma camada de solo, ficando barrenta e deixando o rio mais cheio, ocasionando erosões, assoreamento e enchentes” disse um dos pesquisadores, que ainda apontou que o rio com pouca água, somada a poluição descartada regularmente e os sedimentos de erosões fazem com que a água fique imprópria como o consumo.

Menos chuva em 2020

Segundo as análises do JBA, de janeiro a agosto de 2020 choveu um total de 712mm, enquanto que no mesmo período de 2019 o total de chuva foi de 1.314 mm. O que significa que choveu apenas 54% do que choveu no ano passado, no mesmo período.

As mudanças nas condições climáticas obrigam que os governos trabalhem mais em políticas públicas de restauração e preservação de mananciais municipais, para equilibrar as perdas da diminuição de chuvas. A cidade de Amparo passou a ter uma secretaria municipal exclusiva de Meio Ambiente, desde o final de 2019, e no último mês publicou a nova composição do Conselho Municipal de Meio Ambiente, e deverá começar a anunciar novas políticas publicas voltadas para o meio ambiente.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura