Por: A Tribuna
10/08/2021
16:08

A Antonov Airlines, empresa especializada no transporte de grandes cargas por via aérea, terá um novo voo para o Brasil nesta terça-feira, 10 de agosto, a fim de cumprir uma interessante missão: o transporte de dois helicópteros que serão entregues à Polícia Rodoviária Federal. O voo já saiu de Miami, nos Estados Unidos, e deve chegar ao Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, por volta das 23h. Geralmente, aviões que partem de Miami rumo a Viracopos passam pelo céu de Amparo.  

Na quarta-feira. dia 11, o avião tem decolagem prevista para 13h00, a grande aeronave parte de Viracopos rumo à Ilha do Sal com o número de voo ADB-3165.

A Carga

A bordo da aeronave, chegam dois helicópteros monomotores Leonardo AW119 Koala, com capacidade para até 6 passageiros. No total, a Polícia Rodoviária Federal encomendou seis unidades desse helicóptero, com objetivo de intensificar a operação nas estradas federais brasileiras.

Segundo um infográfico divulgado à época da encomenda, as aeronaves ficariam baseadas em Manaus, Fortaleza, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. A chegada das aeronaves por Campinas pode indicar que essas próximas duas unidades ficarão baseadas nas regiões central e sul do país.

O Antonov An-124 

O Antonov An-124 Ruslan (nome de código OTAN: Condor) foi durante um longo período o maior avião do mundo, isto antes da chegada do An-225. O An-225 foi desenvolvido a partir dele, com o intuito de transportar o ônibus espacial soviético Buran. Atualmente não detém mais o título de maior avião cargueiro, mas ainda tem grandes dimensões.

Desenvolvido inicialmente como cargueiro militar (para o transporte de tanques, tropas e lançadores de mísseis, entre outras coisas), o primeiro protótipo An-124 voou em 26 de dezembro de 1982. Um segundo protótipo, chamado Ruslan (um herói dos povos russo e soviético), fez sua aparição ocidental no Airshow de Paris em Junho de 1985, anteriormente ao seu primeiro voo comercial, que ocorreu em janeiro de 1986.[1]

Desde então, o An-124 estabeleceu uma série de recordes. Sua maior conquista foi a mais pesada carga transportada por via aérea, comercialmente: um gerador de 124 toneladas, associado a outros itens alocados no seu interior, com um peso total de carga de 132,4 toneladas, no final de 1993.

Características notáveis incluem o nariz (que, na verdade, é a porta de proa do compartimento de carga), as portas do compartimento de carga de cauda e 24 rodas permitindo operações de pouso em asfalto, terra, grama e neve (desde que preparada para isso).

É o segundo maior avião produzido em massa. Ele perde apenas para o A380 da Airbus. Há mais de quarenta An-124 em serviço na RússiaUcrâniaLíbia e Emirados Árabes Unidos, entre outros países. Sua produção foi encerrada há alguns anos. Entretanto, ela será reiniciada e, até 2030, deverão ter sido entregues mais de cem novas unidades desse avião.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura