Por: Portal UOL
11/08/2021
15:02

A Justiça de São Paulo aceitou acordo pelo qual Alessandra Batah Maluf, vizinha do governador João Doria, comprometeu-se a pagar uma pena pecuniária de R$ 8 mil ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente. Em 5 de março, Alessandra divulgou vídeos afirmando que um dos filhos do governador estava promovendo, em plena pandemia, uma festa em sua casa no Jardim Europa, em São Paulo.

"O filho do Doria fazendo festa [...] em plena pandemia, com música ao vivo. Muito bem, parabéns, ele fecha o país, mas o filho tá dando uma festa, do lado da casa dele, a vida continua pra ele", dizia a gravação. O vídeo logo viralizou na internet e o governador passou a ser atacado por supostamente permitir baladas em sua residência, quebrado as regras de isolamento social que ele mesmo decretou no Estado.

A história não era verdadeira, no entanto. Não havia festa alguma na casa do governador. Em um imóvel ao lado, o barulho estava sendo produzido por quatro amigos, que cantavam e conversavam. Cristiane Gonçalves, amiga de Alessandra que também participou das gravações, terá de pagar outros R$ 8 mil em razão da fake news.

Em depoimento à polícia, elas disseram que a intenção não foi a de ofender o governador. Alessandra afirmou também que, depois de fazer a filmagem, soube que um outro vídeo, em que um dos filhos de Doria aparece um uma festa, é antigo e não tem relação com os acontecimentos do dia 5 de março. O pagamento terá de ser feito até o dia 8 de outubro.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura