Por: A Tribuna
17/11/2021
10:11

O pensionista José Fernando Giglioli, que constantemente exibe vídeos na rede social Facebook para criticar diversas pessoas da cidade de Amparo, e que se auto-intitula como “digital influencer” foi condenado a pagar indenização no valor de R$ 3 mil ao presidente da Câmara Municipal de Amparo Carlos Benedito Cazotti (MDB). A decisão da justiça foi anunciada pela juíza da 2ª Vara da Comarca de Amparo Fabiola Brito do Amaral na quarta-feira, 10 de novembro. O presidente da Câmara Municipal de Amparo promoveu ação contra Giglioli após ele e sua família terem sido ofendidos na rede em vídeo exibido na rede social Facebook

Na sentença a juíza diz: “Ante o exposto, julga procedentes em parte o pedido inicial para determinar que o requerido exclua a postagem objeto da lide, bem como se abstenha de realizar novas publicações que se refiram direta ou indiretamente à aspectos conjugais e familiares do requerente. Outrossim, condeno o requerido ao pagamento de indenização por danos morais no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais), cujos consectários legais incidirão a partir deste arbitramento. Resolvo o mérito com fulcro no artigo 487, I, do Código de Processo Civil”.

Na sentença a juíza afirma ainda: “A parte requerida, apesar de devidamente citada para apresentar contestação no feito (aviso de recebimento de fls. 40), deixou transcorrer "in albis" o prazo para demonstrar contrariedade aos pedidos da exordial (certidão de fls. 43). A falta de defesa induz à aplicação da confissão fática quanto às matérias alegadas na exordial, em analogia ao artigo 20 da Lei 9.099/95. Ademais, os fatos narrados foram devidamente corroborados pelo boletim de ocorrência (fls.16/17) bem como pela URL do vídeo em questão e prints juntados com a exordial, inexistindo no feito elemento capaz de afastar a confissão operada. Resta analisar se a controvérsia exposta nos autos gerou danos morais indenizáveis ao requerente. E a resposta é positiva. O requerido dispersou, em rede social com alcance difícil de precisar, informações de cunho duvidoso em relação à família e a vida pessoal do requerente, atingindo sua boa honra e seus direitos de personalidade. É o suficiente para dar substrato à reparação pretendida pelo autor. Assim, com fundamento nos princípios da proporcionalidade e da razoabilidade bem como pautando-me pelas indenizações costumeiramente fixadas em casos análogos, arbitro a indenização devida em R$ 3.000,00 (três mil reais).”

Fernando Giglioli é conhecido por ser defensor e seguidor do ex-prefeito Luiz Oscar Vitale Jacob (PSDB). Desde janeiro deste ano, ele começou a publicar diversos vídeos com ataques, a maioria deles ofensiva a diversas pessoas da cidade de Amparo. Sempre no início dos vídeos, ele utiliza a conhecida chamada (Plantão Globo) da Rede Globo de Televisão. A Tribuna não conseguiu a informação se Fernando Giglioli tem ou não autorização da emissora para utilizar a chamada.

O advogado Guilherme Mantovani Coli, que defende o presidente da Câmara Municipal, lembrou ainda que essa foi uma decisão no âmbito civil. Uma outra audiência, para discutir o caso na esfera criminal deve ser realizada no próximo mês de dezembro.   


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot oryornoi naturalmarkeet mgjakartaselatan