Por: A Tribuna
07/07/2020
09:07

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) retomou na segunda-feira, 6 de julho, a análise do Projeto de Lei 223/2020, do deputado Edmir Chedid (DEM), que autoriza o governo estadual a instituir o Programa de Segurança Alimentar. A iniciativa tem por intuito beneficiar a população em situação de vulnerabilidade social durante o estado de calamidade pública decorrente do coronavírus.

A proposta, que está sendo analisada pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), beneficiará desempregados, trabalhadores informais (como ambulantes, autônomos e empregados domésticos impedidos de exercerem suas atividades), residentes de núcleos habitacionais situados em comunidades com grande concentração populacional e/ou que apresentem condições precárias de habitabilidade, como famílias beneficiárias de programas sociais.

Os deficientes físicos, idosos e menores em situação de pobreza, assim como os que não possuem moradia, também estarão aptos a receber os benefícios previstos pelo Programa de Segurança Alimentar. “A intenção é garantir, de forma igualitária e justa, acesso da população aos alimentos durante todo o estado de calamidade decretado pelo governo estadual”, complementou.

Edmir Chedid explicou que a proposta também prevê a ampliação do atendimento dos restaurantes populares referente à distribuição de refeições prontas. “Estes locais passarão a funcionar todos os dias com o fornecimento de, no mínimo, três refeições diárias. Além disso, esperamos que mais unidades sejam criadas a fim de atender a demanda do Estado de São Paulo”, disse.

Parcerias

Edmir Chedid declarou que, para atender o Programa de Segurança Alimentar, o governo estadual poderá realizar parcerias com armazéns, atacadistas, centros de abastecimento e entrepostos para garantir o fornecimento de gêneros em condições mais econômicas ao poder público. Também poderá celebrar convênios com prefeituras e entidades sem fins lucrativos.

“A iniciativa autoriza o governo estadual a suspender a cobrança de tarifa de pedágio ou a conceder benefícios fiscais para os caminhoneiros e veículos de transportadoras de gêneros e produtos alimentícios pelo tempo que perdurar a calamidade pública. O Estado, afinal, deve garantir o bem-estar das pessoas que estão perdendo renda e precisam de ajuda”, finalizou.

Caso seja aprovado, o Programa de Segurança Alimentar também promoverá a distribuição diária ou semanal, conforme a necessidade constatada, de kits de alimentação ou cestas básicas à população em situação de vulnerabilidade social. Para isso, o Estado deverá se basear na lista referencial do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot oryornoi naturalmarkeet mgjakartaselatan jaigurudevashrammathura bo togel agen toto electrokwt