Por: A Tribuna
16/06/2021
16:06

Na próxima sessão, os vereadores terão que analisar e votar o veto do prefeito municipal Carlos Alberto Martins (MDB), ao Projeto de Lei (PL) nº 31/2021, que determinava que 20% da frota de ônibus do transporte coletivo urbano de Amparo deveria ser adaptado para pessoas PcD (pessoa com deficiência).

O PL nº 31, de autoria do vereador Carlos Benedito Cazotti (MDB), aprovado por unanimidade em plenário, foi vetado pelo prefeito com a alegação de que o projeto é inconstitucional. Segundo a equipe jurídica da Prefeitura, a Constituição Federal e a legislação federal já determinam que a frota do transporte coletivo deve ser integralmente acessível.

O veto do prefeito deu entrada na Câmara na última sessão ordinária, dia 11 de junho, e deverá ser votada pelos vereadores na próxima sessão, na segunda-feira, 21 de junho.   


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura