Por: A Tribuna
06/02/2024
09:02

Os emplacamentos de veículos tiveram o melhor resultado para o mês de janeiro desde 2015. Isso é o que aponta um levantamento da FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores. Segundo a entidade, no primeiro mês de 2024, foram emplacadas 322.505 unidades, considerando todos os segmentos automotivos, maior volume dos últimos 9 anos. O mês, que sofre bastante influência da sazonalidade de início de ano, vinha registrando volumes médios de pouco mais de 266 mil unidades, no período entre 2016 e 2023.

“Apesar de estarmos distantes do nosso pico histórico para janeiro, que foi no ano de 2014, quando emplacamos 446 mil unidades, este é um bom resultado, ainda mais ao considerarmos os números dos últimos anos”, analisa o Presidente da FENABRAVE e empresário amparense, Andreta Jr, para quem “de modo geral, há uma melhora no ambiente do varejo da Distribuição de Veículos, com evolução dos índices de emprego, quedas seguidas nos juros oficiais e, principalmente, por conta de um fluxo maior de crédito em diversos segmentos”, completa.

Já na comparação com o mês de dezembro, todo o setor sofreu quedas nos emplacamentos, à exceção de motos, que manteve movimento ascendente nas vendas. O Presidente da FENABRAVE lembra que a queda nos volumes, em relação a dezembro de 2023, é justificada pela sazonalidade, que registra maior índice de emplacamentos e que o ano deve ser de crescimento para o setor. “Os primeiros meses do ano concentram algumas despesas que afetam a decisão de compra dos consumidores, como as aquisições de material escolar, pagamentos de IPVA, IPTU e matrículas escolares, entre outros gastos sazonais, mas acreditamos, conforme divulgado em nossa projeção, em um crescimento de 13,5% para este ano”, afirma.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura