Por: A Tribuna
17/02/2022
11:02

Foi lido na Câmara Municipal de Amparo o projeto de lei de autoria do prefeito Carlos Alberto Martins (MDB) que estabelece o piso para o magistério publico municipal em R$ 3.179,48. Esse valor será pago para jornadas de 40 horas semanais. A proposta do prefeito foi lida na sessão de segunda-feira, 14 de fevereiro, e deve agora ser analisada pelas comissões do Legislativo amparense antes de ser discutida e votada pelos vereadores.

Na mensagem à Câmara Municipal, o prefeito de Amparo disse o seguinte: “Como é de conhecimento desta Casa de Leis, recentemente o Poder Executivo Municipal, encaminhou projeto de lei, no qual os nobres edis aprovaram a revisão geral anual dos servidores do Poder Executivo, em percentual de 10,16%, aplicados sobre aqueles recebidos no mês de dezembro do exercício de 2021. Ainda que o citado reajuste tenha impacto em todas as tabelas de referência salarial, após análise por parte dos setores de Recursos Humanos, verificou-se a necessidade de criação de referenciais mínimos aos servidores ocupantes do quadro do magistério, tendo em vista razões de justiça salarial”.

Segundo o prefeito, o Magistério Público Municipal, em quatro letras de referências salariais, está abaixo do piso nacional do Magistério e, na prática, mesmo com a aplicação do reajuste concedido a todos os servidores, ficaria abaixo do piso nacional, chegando à quantia de R$ 2.886,24. Diante da situação, o prefeito optou por apresentar a proposta de piso salarial do Magistério na quantia de R$ 3.179,48, que corresponde ao reajuste de 10,16% concedido a todos os servidores

No mesmo projeto de lei, o prefeito informou que o impacto no orçamento municipal deste ano com a fixação do piso será de R$ 2.744.079,18. O prefeito disse que o dinheiro para pagar os novos valores será obtido com o excesso de arrecadação e através de estimativas do repasse anual do Fundeb.

Ainda é menor

No último dia 27 de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro (PL) autorizou o aumento do piso salarial dos profissionais do Magistério Público da Educação Básica. O reajuste, segundo informações, ficou no valor de 33,24%.  Dessa forma, a categoria receberá R$ 3.845,63. Mesmo com o reajuste proposto pelo prefeito, o piso da categoria ficará R$ 666,25 menor que o piso determinado pelo Governo Federal.

Segundo o Governo Federal, o aumento leva em consideração o valor, por aluno, pela variação da inflação nos últimos dois anos, conforme prevê a Lei do Magistério. Segundo o presidente, mais de 1,7 milhão de professores de estados e municípios, que lecionam para mais de 38 milhões de alunos nas escolas públicas, serão beneficiados. Na Câmara Municipal, no último dia 7 de fevereiro, o prefeito Carlos Alberto disse não ter dinheiro para pagar o piso proposto pelo Governo Federal.

  


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot oryornoi naturalmarkeet mgjakartaselatan