Por: A Tribuna
09/08/2021
14:08

Na sexta-feira, 6 de agosto, por volta das 11h, a Patrulha Ambiental Rural da Guarda Civil Municipal (GCM) de Amparo foi acionada pelo Inspetor Mosca, para averiguar crime de maus tratos contra animais em um fazenda do município.

Segundo denúncia, um trabalhador rural de nome J.F.S.,  47 anos teria matado seu cão para se vingar da sua ex-esposa que o abandonou.

Chegando na fazenda foi localizado o suspeito, e indagado sobre o paradeiro do cão, ele de princípio tentou mentir para o GCMS, porém logo em seguida contou toda a verdade, e acabou confessando  que tinha levado o cão para a mata com intuito de passear e acabou dando várias pauladas por de trás na cabeça  do cão. e o jogou na barroca. Disse ainda,que o motivo teria sido o nervosismo devido sua ex-esposa ter o abandonado.

O suspeito levou os GCMS até o local que jogou o cão, para a surpresa dos GCMS o cão ainda estava vivo agonizando a morte, pelos relatos do próprio autor já fazia mais de 04 horas que o cão estava naquela situação.

De imediato foi acionado o centro de zoonoses e toda sua equipe e com o apoio da veterinária foi resgatado o cão, e conduzido às pressas para o centro médico veterinário que de imediato medicou o cão para aliviar a dor. Porém o cão não resistiu aos graves ferimentos e veio a falecer.

O autor recebeu a voz de prisão dada pelos GCMS e foi conduzido para a Delegacia de Polícia de Amparo, onde lá a autoridade de plantão após  tomar ciências dos fatos ,Ratificou a voz de prisão dada pelos GCMS e mandou lavrar um Boletim de Ocorrência de flagrante de maus tratos. ficando assim o autor preso a disposição da justiça.

O caso foi acompanhado por Agda Frare, presidente da Comissão de Proteção e Defesa do animal da OAB, Sandra Maiorino Presidente da Sosafra. E pela veterinaria Renata do núcleo do centro de zoonose de Amparo.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura