Por: A Tribuna
19/07/2023
21:07

Na quarta-feira, 19 de julho, compareceu na Delegacia de Polícia da cidade Tuiuti, uma mulher acompanhada de duas crianças, sua filha de 8 anos e a sobrinha de 9 anos, noticiando ao Investigador de Polícia Oreste Caleffi, que ambas haviam sido vítimas, momentos antes de abuso sexual.

Conforme relatou, as meninas foram levadas até a casa de um homem, a quem acreditava-se ser dentista, para que o mesmo colocasse aparelhos odontológicos, cujo atendimento seria gratuito para crianças.

Que no local, o autuado pediu para fazer o atendimento de forma reservada, sem qualquer outra pessoa por perto, quanto então pegou a mão de uma das crianças e a esfregou em sua região genital, bem como roçou seu corpo junto a mão da menor. Que repetiu a mesma conduta com a outra menina e ainda dizia “aí que delícia”.

Para a surpresa dos policiais no momento dos relatos das testemunhas o autor compareceu na Delegacia de polícia para tentar impedir que os fatos fossem relatados.

Momento esse que foi dado voz de prisão pelo Investigador Oreste Caleffi para o autor e autuado em flagrante por exercício ilegal de arte odontológica e estupro de Vulnerável, sendo mantido preso e encaminhado para a Cadeia de Piracaia.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura