Por: A Tribuna
25/08/2021
08:08

O Boeing 727 que viralizou na internet ao ser flagrado sendo transportado em uma carreta com destino a Mato Grosso servirá como estrutura de um restaurante na cidade de Santo Antônio do Leverger (34 km ao sul de Cuiabá). Contudo, a carcaça dividirá espaço com outra blindagem, também de um Boeing, que funcionará como um bar no local com capacidade para até 300 pessoas.

À reportagem, o empresário do setor de mineração Valdinei Mauro de Souza, que é o responsável pelos projetos, explicou que após a chegada da primeira carcaça à cidade, prevista para ocorrer ainda nesta semana, a segunda estrutura deverá ser enviada a Mato Grosso no prazo de até 90 dias.

“São dois aviões desse aí. Vamos fazer um boteco, um bar em um, e um restaurante dentro do outro. Tudo lá no aeroporto, um pertinho do outro. O outro vai demorar ainda uns 60, 90 dias. A desmontagem é demorada demais. Um estava em Curitiba e o outro está no Rio de Janeiro”, disse.

Valdinei afirmou que a ideia de construir um restaurante dentro de um avião veio do fato de que os dois boeings vão ficar próximos à pista de decolagem da cidade. Assim, segundo ele, os comércios “alternativos” se destacarão logo à primeira vista. 

“Nós compramos um aeroporto lá em Santo Antônio e nada melhor do que um avião. No aeroporto, é o que vai destacar. Como nós estamos criando um centro de eventos lá em Santo Antônio, eu quero colocar os dois aviões juntos e criar um bar para 300 pessoas dentro de um e um restaurante no outro”, acrescentou.

Questionado sobre prazos, o empresário afirmou que a data oficial de inauguração dos projetos ainda é incerta. Porém, Valdinei assegurou que trabalha com a expectativa de que tanto o restaurante quanto o bar já estejam funcionando no primeiro semestre de 2022.

Imagens e vídeos do transporte do Boeing 727 viralizaram em grupos de WhatsApp e, rapidamente, despertaram a curiosidade de internautas em diversas redes sociais. Com saída do Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, no último dia 19, a carcaça chegou a Mato Grosso no início da tarde de terça-feira.

 Devido ao seu tamanho, cerca de 41 m de comprimento, por 4,8 m de largura e 5,4 m de altura, o Boeing está sendo transportado em uma carreta Volvo de quatro eixos. A magnitude da carga requer escolta própria, que vem acompanhando todo o processo de transporte ao longo dos 1.120 km de viagem. Já em Mato Grosso, equipes da concessionária têm monitorado o transporte ao longo da BR-163, a fim de prestar apoio caso seja necessário.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura