Por: Marcelo Henrique - A Tribuna
04/10/2023
10:10

Hoje, 4 de outubro, quarta-feira, comemora 129 anos de existência a Escola Estadual Luiz Leite, em Amparo/SP, a segunda escola mais antiga do Estado e a mais antiga do interior paulista. A primeira é a Escola Estadual Caetano de Campos, na capital; a segunda talvez seja a Escola Estadual Romão Puiggari (124 anos), no bairro do Brás, também em São Paulo. É justo e necessário, portanto, recordar e enfatizar a importância, sobretudo histórica, da EE Luiz Leite, uma das “joias” da Educação no Estado de São Paulo.

A EE Luiz Leite foi instalada, como Grupo Escolar, no dia 4 de outubro de 1894, como resultado do agrupamento das oito escolas públicas que funcionavam na cidade (cinco femininas e três masculinas), no Largo São Benedito, em um prédio alugado, pertencente ao sr. José Feliciano de Camargo. Em anos recuados de nossa história, antes da criação dos primeiros grupos escolares, heroicas “professorinhas” alugavam casarões nos quais lecionavam para classes mistas. É bem verdade que mesmo antes da criação da Vila do Amparo existiam, por aqui, as primeiras “escolas públicas”, mas foi no Governo do dr. Bernardino de Campos (que residiu em Amparo durante 22 anos) que foram criados os primeiros grupos escolares, sendo a Escola Luiz Leite (a segunda mais antiga do Estado, repito) que representou, efetivamente, em Amparo, o grande salto na evolução do ensino oficial.

Assim que foi concluído o prédio construído pelo Governo do Estado (naquele tempo, Província de São Paulo), destinado a abrigar o grupo, foi autorizada a mudança, o que ocorreu entre 1.º e 4 de novembro de 1899. Esse edifício, projetado pelo arquiteto Victor Dubugras, destacava-se pela circulação avarandada, introduzida em seus dois pavimentos, e pelas galerias existentes no trecho central da edificação, caracterizadas pela presença de colunatas. Outra peculiaridade do prédio é a cobertura em telhas, capa e canal com beiral aparente; no projeto executado, os sanitários, que geralmente situavam-se na área externa, integravam-se ao edifício principal.

Em 1970, o então Grupo Escolar de Amparo se transformou em Colégio Estadual de Amparo; em 1976, foi adotado o nome do patrono, Luiz Leite, em homenagem ao “coronel” Luiz de Souza Leite, Barão de Socorro, um dos chefes políticos do município de Amparo, senador estadual (naquele tempo, nos primórdios da República, havia Senado Estadual!) e, não por coincidência, justamente aquele que mais batalhou pela criação e instalação dessa escola. Em 1992, passou a EEPSG Luiz Leite.

Tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico, pela Resolução 10, de 11/02/1987, essa tradicional instituição de Ensino atende, atualmente, pouco mais de 500 alunos dos ensinos Fundamental (anos finais) e Médio, fazendo parte da Diretoria de Ensino – Região Mogi Mirim, que tem como dirigente a professora Regina Navas Santos e supervisora a professora Rosemary Barbosa. Seu atual diretor é o professor Éder Faria Soares

 Conforme anunciado, em 25 de julho de 2021, pelo Governo do Estado, a EE Luiz Leite passou a fazer parte do Programa de Ensino Integral (PEI) em 2022.

Minhas homenagens à EE Luiz Leite, aos atuais professores e alunos, bem como aos ex-diretores, ex-professores e ex-alunos dessa tradicional escola amparense. Afinal, são 129 anos de lutas e de conquistas! Parabéns, EE Luiz Leite! Parabéns, Amparo!

Nota da redação: Marcelo Henrique é poeta e jornalista


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura
situs togel slot agen toto 4d togel macau slot mahjong wayz srbnews.id bandar togel online slot demo habanero situs slot pg soft wahtogel wahtogel unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto unsurtoto situs togel online situs togel online togel macau togel slot oryornoi naturalmarkeet mgjakartaselatan