Brasileiro: o malandro otário

O brasileiro se gaba e se enche de orgulho ao dizer que é esperto e que seu famoso “jeitinho brasileiro” pode resolver praticamente todos os problemas. Se acha o verdadeiro malandro e não perde a oportunidade de tirar proveito da maioria das situações.

Já perceberam que em todas as oportunidades que o brasileiro tem, ele “inventa” uma maneira de sair por cima, de ganhar e de sempre contar vantagem. O que o brasileiro poucas vezes se da conta é que para cada “esperteza” tirada da cartola, sempre tem outro brasileiro mais “malandro” para tirar vantagem dele. E assim a cadeia se desenrola, com brasileiro malandro tirando vantagem de brasileiro otário, que se acha malandro.

Na sociedade que criamos nessa terra chamada Brasil, a única certeza que temos é que sempre alguém vai ganhar algo sobre o outro, que sempre alguém vai se dar bem as custas do próximo. E o pior de tudo é que achamos isso bonito, e ainda enchemos o peito de orgulho para espalhar aos quatro cantos o quanto “malandros” nós somos.

E a cadeia da “malandragem otária” vai crescendo, galgando degraus até chegar no nosso governo, que por definição deveria pensar em política públicas para o bem comum e desenvolvimento geral da nação, mas como é apenas o topo da cadeia alimentar do malandro brasileiro, ele apenas faz o que todos os outros brasileiros fazem. Ele dá com uma mão, tira com a outra, e ainda, sorrindo da nossa cara, diz que a culpa é nossa. O pior é que ele tem razão. A culpa é realmente nossa, os brasileiros malandros e otários!

Comentários

comentários