Por: A Tribuna
09/10/2019
18:10

Na última semana, a Associação Comercial e Empresarial de Socorro anunciou o lançamento do Aviso Eletrônico de Débito, da Boa Vista SCPC, uma ferramenta digital para a recuperação de débitos em atraso.

Para dar mais detalhes sobre a novidade, a ACE Socorro promoveu uma palestra, com o gerente comercial da Boa Vista SCPC, Paulo Francisco Torrezin Campos, que explicou como o AED funciona, apresentou resultados de outras instituições que aderiram o comunicado digital e, ainda, explicou as mudanças do cadastro positivo, que vieram para beneficiar as empresas e revolucionar a análise de crédito.

“Nosso maior objetivo é ajudar a empresa a recuperar mais dinheiro com suas cobranças, tornando a comunicação mais eficiente e, ainda, com todo o respaldo jurídico”, afirma o palestrante.

Em 2018, a Boa Vista SCPC iniciou teste com uma grande instituição financeira. “Os números mostraram que, com a implantação do AED, a taxa de recuperação das cobranças enviadas por e-mail foi de 53% e por carta, 48%. Pode parecer pouco, uma diferença de 5%, porém, visto o porte da instituição, podemos contar o montante recuperado em milhões de reais”, exemplificou Paulo.

Ao citar as vantagens do AED, como agilidade e eficácia, taxas de retorno, segurança, sustentabilidade, entre outros, o gerente comercial enfatizou a importância de a cobrança ser enviada o quanto antes. “Mais um resultado obtido na prática: quanto mais cedo o empresário comunicar o cliente, maior a taxa de retorno. Dívidas antigas são difíceis de receber”, destaca ele.

Com relação às mudanças operacionais, Paulo enfatiza que o processo é o mesmo: basta o empresário entrar com o seu usuário e senha no site da ACE Socorro e fazer o registro da dívida normalmente. Os dados serão enviados para Boa Vista SCPC que encaminha por e-mail para o cliente.

Assim como o envio por meio de cartas, o devedor tem o prazo de 20 dias para quitar a sua dívida. Período previsto por Lei, para o Estado de São Paulo. “Vale lembrar que o AED possui uma assinatura eletrônica, dando assim, o respaldo jurídico, além de dar a confirmação do envio, recebimento e abertura do e-mail enviado ao cliente”, conta ele.

 

Cadastro Positivo: mudanças revolucionarão o mercado de análise de crédito

O Cadastro Positivo se trata de um banco de dados com hábitos de pagamentos, compromissos financeiros ou serviços continuados dos consumidores, sendo eles: Pessoa Física ou Pessoa Jurídica. Só faz parte do Cadastro Positivo o comportamento de pagamento de operações de crédito e serviços continuados. Portanto, não estará disponível as informações de valores de: investimentos, pagamentos à vista, saldo da conta corrente, aposentadorias, salários, etc. A ideia é mostrar o comportamento do consumidor perante seus contratos firmados de pagamento, isso facilitará análise antes de aprovar um crédito. “A consulta simples ao sistema traz apenas a recomendação ou não de crédito. Porém, ao fazer uma análise mais profunda, a qual é necessária aprovação prévia do consultado, é possível ter acesso ao comportamento do cliente, quanto ao pagamento de boletos, levando em consideração o seu ‘score’, que indica, por meio de uma pontuação, que vai de 0 e 1.000, qual a probabilidade de determinado perfil de consumidores pagar as suas contas em dia nos próximos 12 meses”, explica Paulo, acrescentando, porém, que este tipo de consulta tem valor de investimento maior, pois traz mais resultados financeiros para a empresa.

Porém, ele mostrou os resultados de outra instituição financeira, obtidos com a consulta do Cadastro Positivo. “Tivemos um resultado operacional seis vezes maior, já que desenvolve uma consulta mais abrangente, focando em dois itens primordiais na análise de crédito: a capacidade que o cliente tem de pagar e o seu caráter, como ele se comporta no mercado”, explica Paulo.

O gerente comercial da Boa Vista SCPC encerra falando da obrigatoriedade que as empresas que vendem a prazo e de serviço continuado – energia elétrica, internet, água, gás etc. – tem de cadastrar seus clientes no Cadastro Positivo. “Toda a venda tem que ser enviada”, enfatizou ele.

Após o encerramento da palestra, os empresários se reuniram para um café da manhã, ofertado pela ACE Socorro e servido pelo Sabores do Currupira.

 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura