Por: A Tribuna
06/04/2020
13:04

O governador de São Paulo João Dória (PSDB) anunciou na manhã de hoje, 6 de abril, através de coletiva de imprensa, a amplição da quarentena no Estado até o dia 22 de abril. A determinação entra em vigor a partir da próxima quarta-feira, dia 8 de abril.

A medida segue sem flexibilizações, e foi tomada para conter o avanço do novo coronavírus – Covid-19 no Estado de São Paulo.

A coletiva de imprensa contou com a presença do infectologista David Uip, que retornou dos 14 dias de isolamento, após ter contraído a doença. Uip reassumiu a coordenação do Centro de Contingência do Coronavírus.

Número de mortes

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo informou que até domingo, 5 de abril, o Estado chegou a 275 mortes relacionadas ao coronavírus. São 15 óbitos a mais que o registrado no boletim divulgado no sábado.

Devem seguir funcionando durante a quarentena:

Hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas;

Transporte público;

Transportadoras e armazéns;

Empresas de telemarketing;

Petshops;

Deliverys;

Supermercados, mercados e padarias;

Limpeza pública;

Postos de combustível.

Deverão seguir fechados:

Bares;

Restaurantes;

Cafés;

Casas noturnas;

Shopping centers e galerias;

Academias e centros de ginástica;

Espaços para festas, casamentos, shows e eventos;

Escolas públicas ou privadas.

*Bares, cafés e restaurantes podem manter o funcionamento em sistema de delivery e/ou drive thru.

Os hospitais, clínicas, farmácias e clínicas odontológicas, públicas ou privadas, devem seguir com o funcionamento normal.

As transportadoras, armazéns, serviços de transporte público, serviços de call center, petshops, bancas de jornais, táxis e aplicativos de transporte continuam funcionando com as orientações dos sanitaristas.

Fonte: G1.globo.com


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura