Por: A Tribuna
30/01/2020
15:01

(Atualizada)

No dia 9 de dezembro do ano passado, dois homens roubaram valores em dinheiro e telefones celulares em uma oficina de funilaria. Mediante esse fato, policiais civis de Amparo passaram a investigar o caso e conseguiram identificar os suspeitos. Em uma ação, um deles foi preso e o outro acabou fugindo. Apenas alguns itens foram recuperados.

A Polícia Civil continuou investigando e localizou o aparelho Samsung A 10, roubado da funilaria, registrado no nome de uma mulher, e, na manhã de segunda-feira, 27 de janeiro, conseguiu um mandado de busca e apreensão, expedido pela 2ª Vara Criminal de Amparo. No local indicado, os policiais encontraram a mulher, que alegou não ser a dona daquele número de telefone, e que possivelmente aquele número estava com seu ex-genro, E.C.S.O., 24 anos.

Os policiais iniciaram buscas e encontraram o suspeito na Rua Barão Cintra, no bairro do Pinheirinho. Em busca pessoal, os policiais encontraram o aparelho celular, e, através de consulta do IMEI, confirmaram tratar-se do aparelho roubado na funilaria. E.C.S.O. alegou que teria comprado o aparelho de uma pessoa desconhecida há três meses e que não sabia que se tratava de produto de roubo. O indiciado recebeu voz de prisão por receptação, que foi ratificada pela delegada Leise Silva Neves. A delegada estabeleceu uma fiança de R$ 2 mil, que não foi paga pelo indiciado. E.C.S.O. passou por exames de corpo de delito no Hospital Beneficência Portuguesa de Amparo e foi recolhido na Cadeia Pública de Serra Negra, onde aguardou audiência de custódia. O celular foi devolvido ao seu proprietário e a Polícia Civil segue com as investigações para apurar se o receptador também tem envolvimento no roubo.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura