Por: A Tribuna
12/05/2020
09:05

Quarenta e oito milhões de pessoas já buscaram algum tipo de serviço de teleconsulta, o TeleSUS, disponíveis no Sistema Único de Saúde. São avaliações realizadas à distância pelo Ministério da Saúde sobre os sintomas do coronavírus, por meio dos serviços 136, Chatbot, Aplicativo Coronavírus SUS e Busca Ativa e Acompanhamento. 

Do total de atendimentos realizados à distância, 15,8 milhões já foram concluídos, como destaca a secretária substituta da Secretaria de Atenção Primaria à Saúde do Ministério da Saúde, Daniela Ribeiro.

“Nós temos um total de 15,8 milhões de atendimentos concluídos até hoje.  Destes, 14,6 milhões são considerados saudáveis, 627 mil considerados de baixo risco, 166 mil com risco moderado, 314 mil considerados como risco alto e 542 mil atendimentos encaminhamentos para o tele atendimento pré-clínico. Esse teleatendimento pré-clínico é feito por um profissional de saúde, um médico ou um enfermeiro que faz as orientações e até encaminhamentos para a atenção especializada”, disse.

Até o momento o Brasil já notificou 135.106 casos confirmados da Covid-19 e 8.536 óbitos em decorrência da doença de acordo com o último levantamento do Ministério da Saúde.

Para a secretária substituta da Secretaria de Atenção Primaria à Saúde, Daniela Ribeiro o Telesus é um serviço de atendimento a distância de extrema importância dentro das estratégias do Ministério da Saúde para combater a pandemia da Covid-19 no Brasil.

“Dessa forma a gente consegue evitar a disseminação da doença e evitar é reduzir a circulação nas pessoas, nas UPAS e nos prontos-atendimentos.  O Ministério da Saúde tem ligado para as pessoas para saber como elas estão. Além do acompanhamento dos casos de risco alto e risco moderado, aos quais a gente entra em contato a cada 24h ou 48h com essas pessoas sintomáticas”.

O Ministério da Saúde por meio do TeleSUS pretende entrar em contato com mais de 120 milhões de brasileiros por meio da Busca Ativa. O contato serve para acompanhar a evolução da doença e mapear áreas de risco de contágio do coronavírus, a partir da identificação precoce de pessoas com sinais e sintomas de gripe. Além disso, permite identificar antecipadamente pessoas vulneráveis, com sinais e sintomas de infecção por coronavírus e encontrar possíveis casos.

Para mais informações sobre a Covid-19, acesse coronavirus.saude.gov.br.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura