Por: Portal G1
27/11/2019
15:11

O governador em exercício em São Paulo, Rodrigo Garcia, vetou integralmente o projeto de lei que oferecia descontos progressivos no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para motoristas que não tivessem multas de trânsito. O veto foi publicado nesta quarta-feira (27) no Diário Oficial.

A justificativa utilizada para não sancionar o projeto foi a do impacto aos cofres públicos. Segundo a argumentação, o projeto de lei não oferece medidas de compensação da receita que seria perdida com o oferecimento dos descontos.

O texto ainda ressalta que 50% do valor arrecadado com o imposto é destinado aos municípios e que o projeto não levou em conta essa questão para propor o desconto.

A deputada Beth Sahão (PT), autora do projeto, afirma que ele é viável financeiramente. "A decisão do governador em exercício de vetar o projeto é estritamente política, uma vez que o texto reúne todas as condições legais para ser sancionado. A proposta foi aprovada pelas comissões permanentes da Assembleia Legislativa, com base em pareceres técnicos rigorosos, que atestaram sua constitucionalidade", disse por meio de nota.

Desconto Progressivo

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou no dia 23 de outubro o projeto de lei que previa a concessão de descontos para bons motoristas no IPVA. O projeto previa que a cada ano sem infração de trânsito será concedido um desconto de 5% no IPVA, o percentual poderia chegar a 15%.

O projeto é de autoria da deputada estadual, Beth Sahão (PT). Segundo ela, a medida premiaria os bons condutores. "Esse desconto é um prêmio para quem conduz o veículo com responsabilidade, não é multado e respeita as leis de trânsito. Respeitar as leis de trânsito é respeitar a vida", disse.

A medida já foi adotada em outros estados, como Pará e Rio Grande do Sul.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura