Por: A Tribuna
26/03/2020
17:03

Uma coletiva de imprensa foi realizada pela equipe do Comitê Municipal de Combate e Enfrentamento ao Coronavírus – Covid-19, no salão nobre da Santa Casa Anna Cintra, na tarde de quinta-feira, 26 de março, com a presença do prefeito Luiz Oscar Vitale Jacob (PSDB), do secretário municipal de saúde Vinícius Grana Tonon, do interventor da Santa Casa, Mario Auler, do presidente do Hospital Beneficência Portuguesa de Amparo, Fernando Gabriel Cazotto, assim como a responsável pela equipe de combate ao coronavírus da Santa Casa, a médica infectologista Tânia Lossavaro, e toda a equipe da Santa Casa, para informar sobre as últimas ações realizadas no combate ao Covid-19.

O prefeito Jacob agradeceu pelo trabalho de toda a equipe de servidores que está atuando ativamente no enfrentamento da crise e pediu que a população continue com o isolamento por enquanto. “Estamos trabalhando forte e garantimos que não faltarão recursos para os hospitais, peço que continuemos a dar um voto de confiança aos especialistas do governo e vamos continuar recolhidos. Estamos preocupados com o comércio da cidade, mas acho importante, pelo menos mais esta semana, ficarmos recolhidos. Nós, que estamos trabalhando, temos que seguir, mas todos que podem devem manter o isolamento”, disse o prefeito.

Condições de atendimento dos hospitais

Na coletiva, foi dito que a cidade está totalmente preparada para atender às necessidades da população no combate ao Covid-19. A médica infectologista Tânia Lossavaro afirmou que todas as normativas do Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde foram tomadas. “Temos, hoje, 15 leitos de UTIs, além de mais quatro em obras na Santa Casa. Temos, também, outros 12 leitos de UTIs na Beneficência Portuguesa. Montamos uma ala específica com sete leitos para isolamento onde podemos acomodar até 15 pacientes com suspeitas de contaminação”, disse a dra. Tânia. A infectologista ainda garantiu que a Santa Casa tem 30 ventiladores e a Beneficência, outros 10. “Já temos todo o planejamento pronto, caso aconteça o pior cenário. Mas vamos seguir trabalhando dia a dia e, hoje, não temos nenhum caso graças a Deus”, disse a médica. O prefeito Jacob ainda afirmou que a Prefeitura está para receber 10 respiradores de última geração de uma empresa da cidade.

O médico Bruno Caus, diretor clínico da Santa Casa Anna Cintra, disse que o fluxo de atendimento seguirá o recomendado pelo Ministério da Saúde. “O fluxo de pacientes determina que os pacientes leves serão tratados em casa, com isolamento; os pacientes de média gravidade, sem necessidade de ventiladores, serão atendidos no Hospital Beneficência Portuguesa, enquanto que os paciente mais graves, que precisem de cuidados intensivos, ficarão internados na Santa Casa Anna Cintra”, afirmou.

Casos suspeitos

Até o momento, a cidade de Amparo tem 12 casos suspeitos e um descartado. De acordo com o secretário de Saúde Vinícius Grana Tonon, “vamos divulgar em breve a situação desses 12 casos suspeitos”. Ele explicou na coletiva que, depois que foi identificada a contaminação comunitária, os testes passaram a ser feitos apenas nos casos mais graves. “Por esse motivo que o Instituto Adolf Lutz tem priorizado a realização dos testes apenas nos casos mais graves”, disse o secretário.

Com relação aos testes rápidos, o secretário informou que eles são indicados apenas para os casos suspeitos mais graves e para a equipe de trabalho da Saúde. “Esses testes têm uma média de 75% de garantia e, por isso, ele é apenas indicado para os casos mais graves e profissionais”, disse Vinícius.

A médica Tânia afirmou que os dois hospitais da cidade já compraram lotes de testes, mas estão aguardando a entrega para iniciar a testagem na equipe de trabalho.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura