Por: A Tribuna
05/05/2021
13:05

Os vereadores da Câmara Municipal de Amparo aprovaram por unanimidade Moção de autoria da vereadora Silvia Forato de Camargo, a Silvinha Forato (PT) que repudia as declarações do deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) sobre os professores. A moção foi discutida e votada na sessão realizada na segunda-feira, 3 de maio. O deputado, que é líder do governo na Câmara dos Deputados, disse que os professores não querem trabalhar na pandemia.

Em 20 de abril de 2021, o referido Deputado Federal, em entrevista à CNN Brasil, proferiu uma fala acusatória contra os educadores brasileiros. Nessa fala o então deputado afirmou que: "É um absurdo a forma como estamos permitindo que professores causem tanto dano às nossas crianças na continuidade da sua formação. O professor não quer se modernizar, não quer se atualizar. Já passou no concurso, está esperando se aposentar, não quer aprender mais nada."

Segundo a vereadora, “a fala evidencia a total incompreensão da realidade educacional brasileira acerca do trabalho docente, sobretudo durante o período pandêmico, visto que em momento algum os professores deixaram de trabalhar ou abandonaram sua missão de educar, pelo contrário, buscaram as mais diversas formas de minimizar os impactos do distanciamento social no aprendizado dos estudantes”

Na sua moção a vereadora de Amparo lembra que várias ações ilustram essa tentativa por parte das equipes escolares, como a busca ativa, que significa a busca direta pelos estudantes distantes da escola, seja via telefone, mensagem ou visita na residência. Disse ainda Silvinha Forato que as escolas também estão fazendo entrega de atividades para os alunos sem acesso à internet e acolhendo todos aqueles que precisem de auxílio técnico e pedagógico dentro da unidade escolar. Além disso, muitos profissionais tiveram que adquirir aparelhos tecnológicos com recursos próprios e se adequar ao novo modelo imposto pela atual conjuntura pandêmica.

“A fala do deputado, além de desmerecer o empenho e trabalho docente, ainda culpabiliza os educadores quanto aos danos que podem ser causados aos alunos em sua formação, atribuindo à indivíduos responsabilidades do poder público e da sociedade como um todo, como consta no artigo 205 da Constituição de 1988”, completou a vereadora.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura