Por: A Tribuna
09/12/2019
11:12

Com parte de suas primeiras cenas gravadas em Cancún, sob a direção artística de Fred Mayrink e direção geral de Marcelo Travesso, a Globo já trabalha na produção da trama que substituirá “Bom Sucesso” e que tem estreia prevista para o primeiro semestre de 2020.

A trama é de autoria de Daniel Ortiz e tem como eixo central a vida de três mulheres que, sem mais nem menos, têm suas rotinas radicalmente transformadas quando testemunham um crime bárbaro: o assassinato de um juiz e que repercute internacionalmente.

Vamos à história destas três mulheres. Elas não se conheciam anteriormente e estão em Cancún, no México, para desfrutar do descanso e da diversão. Alexia (Deborah Secco), uma atriz em ascensão prestes a viver a melhor fase da carreira; Luna (Juliana Paiva), uma jovem estudante de Fisioterapia, que está perto de conquistar o tão sonhado diploma, e Kyra (Vitória Strada), que se prepara para o casamento planejado por anos. Elas estão naquele lugar paradisíaco no momento da chegada de um furacão. O fenômeno que nada deixa no lugar também provoca mudanças profundas na vida das três: elas se tornam testemunhas de um crime que vai unir seus destinos. Situações divertidas e inusitadas dão o tom a esta comédia romântica repleta de aventura e suspense.

 

Juliana Paiva retorna aos folhetins em “Salve-se Quem Puder”, uma trama bem diferente
de “O Tempo Não Para”, o último trabalho da atriz na Globo. Na história de
Daniel Ortiz, ela será Luna / João Miguel Jr-RG

 

Os sonhos de Alexia, Luna e Kyra são interrompidos quando elas presenciam o assassinato de um juiz. Condenadas a viver sob a custódia do Programa de Proteção à Testemunha e à sombra de novas identidades, elas iniciam outra vida na fictícia cidade de Judas do Norte, no interior de São Paulo, depois que são dadas como mortas. É preciso mudar para sobreviver. O nome, a aparência, o estilo de vida. Deixar para trás amigos, família e a rotina. Acolhidas por uma família protetora, agora há regras rígidas a serem seguidas para a permanência no Programa. A primeira delas é a interrupção imediata de qualquer tipo de contato com conhecidos. Uso de celulares e redes sociais? Nem pensar. Frequentar os mesmos lugares e cultivar hábitos do passado? Fora de cogitação.

Agora Alexia vira Josimara, Luna assume o nome de Fiona e Kyra é Cleyde, novas pessoas com um padrão de vida bem diferente. Nem mesmo seus protetores conhecem o passado de cada uma delas. Mas será que o trio conseguirá permanecer na clandestinidade e isolado por tanto tempo? A sensação da perda da liberdade é um incômodo que elas não conseguem superar e a fuga para São Paulo será o primeiro passo na tentativa de retomar suas vidas. Somente o tempo colocará à prova os sonhos que essas três mulheres perseguiram por toda a vida. Será que eles agora fazem sentido? Serão eles que as farão realmente felizes?

Para começar a dar vida a essa história, no final de setembro, as gravações de “Salve-se Quem Puder” tiveram início por externas no Rio de Janeiro. No mês seguinte, a equipe embarcou para Cancún, no México, para gravações em locais como Isla Blanca e diversas praias da região, além do centro da cidade. Os atores Deborah Secco, Juliana Paiva, Rafael Cardoso, Guilhermina Guinle, José Condessa, Bruno Ferrari, Nina Frosi e João Baldasserini gravaram por cinco dias na região.

A viagem a Cancún, local em que se passa o início da novela, traz para o público um pouco sobre um fenômeno natural raro no Brasil. A produção dos efeitos – visuais e especiais – do furacão, que marca o começo da trama e ajuda a provocar uma reviravolta na trajetória das protagonistas em “Salve-se Quem Puder”, começou há quase um ano incluindo o período de pré-produção e a dedicação de cerca de 60 profissionais de ambas as áreas.

 

Murilo Rosa aparece no enredo de “Salve-se Quem Puder” na pele do personagem Mário
que, no decorrer da história, sofre um acidente e passa a locomover-se numa cadeira
de rodas / João Miguel Jr-RG

Com a utilização da fotogrametria aérea, a equipe de efeitos visuais escaneou uma área de 154 hectares em Cancún e registrou 10 mil imagens durante quatro dias para a reprodução da cidade em 3D nos estúdios da Globo. A gravação de parte da passagem do furacão foi realizada durante cinco dias, em uma área de 450m², na Zona Oeste do Rio de Janeiro, incluindo uma piscina de ondas artificiais e outros sets com restaurante, posto de gasolina e ruas, que foram construídos e modificados pós furacão. A execução das cenas contou também com efeitos especiais conhecidos como “efeitos físicos”, para a realização de ventania, chuva, explosão e inundação das ruas da cidade.

Além de Cancún, a cidade de Campinas, no interior de São Paulo, também serviu de locação para importantes sequências da trama. A partir desta semana, as gravações foram transferidas para a cidade cenográfica, nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro.

No elenco, estão, ainda, Aílton Graça, Flavia Alessandra, Rafael Cardoso, Thiago Fragoso, João Baldasserini, Grace Gianoukas, Bruno Ferrari, Felipe Simas, Murilo Rosa, Otavio Augusto, entre outros.

Não é segredo que a Globo corre atrás da audiência. A novela “Bom Sucesso” tem agradado o telespectador. Agora, a emissora aposta suas fichas nessa nova produção com a intenção de pelo manter os índices conseguidos na faixa das sete da noite. É esperar e conferir.

 

A atriz Vitória Strada é Kyra, uma das mulheres que forma o triângulo protagonista de
“Salve-se Quem Puder”, formado por Kyra, Luna (Juliana Paiva) e Alexia
(Deborah Secco) / João Miguel Jr-RG

 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura