foto de “Sem Destino” poderá ser visto na segunda-feira
“Sem Destino” é um filme considerado um marco na filmografia da contracultura e \\
Por: A Tribuna
20/08/2019
11:08

Nesta segunda feira, 26 de agosto o Projeto Luz & Sombras apresenta o filme “Sem Destino” um clássico do cinema que definiu a geração dos anos 60. A exibição acontece no Auditório da Rádio Cultura FM, localizado na Praça Pádua Salles, Centro de Amparo, a partir das 19h30.

“Sem Destino” tem no seu elenco Peter Fonda, Dennis Hopper, Jack Nicholson, Karen Black, Phil Spector e Toni Basil. O roteiro é de Peter Fonda, Dennis Hopper e Terry Southern. Os efeitos especiais são de Steve Karkus, fotografia de Laszlo Kovacs e direção de Dennis Hopper

O filme é uma produção da Colúmbia Pictures de 1969. A classificação indicativa é 16 anos.

Sinopse

Depois de venderem cocaína perto da fronteira mexicana, Billy e Wyatt colocam o dinheiro no tanque de gasolina de uma das motocicletas e saem pelas estradas do sudoeste com destino a Nova Orleans, onde pretendem assistir o carnaval.

“Sem Destino” é um filme considerado um marco na filmografia da contracultura e "capturou a imaginação nacional" explorando os problemas sociais e as tensões que ocorriam na América da década de 1960, tal como a ascensão e queda do movimento hippie, o uso de drogas e estilo de vida comunal e a Guerra do Vietnã.

Este filme é citado com freqüência como um clássico de todos os tempos com um brilhantismo técnico e resume a era em que foi feito e também desconstruiu o "sonho americano de liberdade".

Peter Fonda e Dennis Hopper apresentam uma ótima atuação e brilham em seus personagens. E nós seguimos suas façanhas enquanto viajam pelo país, encontrando várias pessoas incluindo, mais notavelmente, George Hanson; um advogado excêntrico, interpretado pelo grande Jack Nicholson.

Jack Nicholson aparece na metade do filme e rouba o show. Não é difícil entender por que esse ator se tornou um dos melhores de todos os tempos. Durante seu monólogo sobre a América, o personagem de Nicholson diz: "Isso costumava ser um bom país". Sério? Quando os EUA melhoraram antes de 1969? Foi melhor na segregação dos anos 50? Foi melhor na década de 1930, quando o linchamento era comum? Foi melhor durante a gripe espanhola de 1918, que matou mais pessoas do que a primeira guerra mundial? Foi melhor em 1900, quando grande parte do país não tinha eletricidade, não havia leis de combate ao trabalho infantil?

Neste filme ele mostra seu carisma e capacidade de roubar o show e tem um ótimo desempenho.

Outro destaque em “Sem Destino” é a trilha sonora, combinando com visuais de tirar o fôlego, uma trilha sonora de rock bem escolhida e alguns diálogos clássicos, improvisados ??e censurados. É um filme que impressiona apesar dos 50 anos de seu lançamento. O rock clássico acompanha a jornada dos dois jovens pilotos com suas motos com músicas do melhor quilate. A maioria das cenas acontece ao ar livre, no sul e sudoeste dos Estados Unidos com a habilidosa fotografia de Laszlo Kovacs.

Peter Fonda, Jack Nicholson e Dennis Hopper apontam uma verdade muito realista sobre a América e sua abordagem muitas vezes distorcida da "liberdade" e nos mostram que a violência e a intolerância continuam decidindo a sorte dos indivíduos, submetendo às suas leis estabelecidas a idéia de rebeldia contra o sistema.

 Dennis Hooper recebeu o prêmio de melhor direção no Festival de Cannes em 1969 e Jack Nicholson foi indicado ao Oscar como melhor ator coadjuvante.

“Sem Destino” tornou-se um clássico da contracultura e definiu a geração dos anos 1960.


    //ultimas noticias

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura