Por: A Tribuna
25/10/2019
05:00

Os Museus Histórico e da Porcelana de Pedreira foram selecionados pelo IBRAM - Instituto Brasileiro de Museus e pelo NECCULT (Núcleo de Estudos em Economia Criativa e da Cultura) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para participar da pesquisa sobre impacto socioeconômico do segmento que integra o projeto de pesquisa intitulado: "Modelo metodológico de estudo e valoração do impacto econômico dos museus aplicado à realidade brasileira". 

A pesquisa tem o objetivo de desenvolver e aplicar um método de mensuração do impacto econômico gerado por museus no Brasil. Na primeira fase do projeto, realizado em 2018, o Núcleo da UFRGS estudou os diferentes métodos utilizados internacionalmente para analisar os impactos econômicos gerados pelos museus. Na segunda fase, realizada em 2019, foram aplicados os modelos metodológicos em cinco instituições brasileiras selecionadas participantes do projeto: Fundação Casa Grande - Memorial do Homem Kariri, Museu Imperial, Museu do Diamante, Museu Casa de Cora Coralina e Museu do Doce.

Nesta terceira fase, os Museus de Pedreira são um dos selecionados para participar do projeto a fim de demonstrar a sua percepção sobre os diferentes aspectos dos possíveis impactos socioeconômicos gerados pelos museus no cenário brasileiro.

"É a segunda vez que nossa instituição é selecionada pelo IBRAM para participar de projetos desenvolvidos pelo instituto, já que, em 2018, dentre os mais de 3.700 museus brasileiros, os Museus de Pedreira foram selecionados a contribuir para o diagnóstico de gestão dos museus brasileiros para o Projeto “Desenvolvimento da Gestão Estratégica do Ibram e dos Museus Brasileiros para o Fortalecimento Institucional na Formulação e Implantação de Políticas Públicas”, enfatiza o diretor dos museus de Pedreira, Adilson Spagiari.

O projeto foi uma parceria entre IBRAM e Organização dos Estados Íbero-Americanos – OEI, que visou, a partir desse projeto, desenvolver novas estratégias para o gerenciamento dos museus brasileiros", destaca o gestor Adílson Spagiari.

O diagnóstico teve como objetivo levantar informações sobre as potencialidades e os desafios relacionados à gestão museológica, como a análise de aspectos administrativos, de planejamento e de institucionalidade que impactam diretamente na sustentabilidade dos museus. Consequentemente, quanto aos resultados obtidos foi realizada uma análise e um aperfeiçoamento das políticas e programas voltados para a sustentabilidade dos museus brasileiros.

De acordo com Spagiari, foi com grande satisfação que recebemos o convite da diretora do Departamento de Difusão, Fomento e Economia dos Museus, Eneida Braga Rocha de Lemos, do IBRAM, para os Museus de Pedreira participarem dessa pesquisa sobre o impacto socioeconômico dos museus.

Os Museus Histórico e da Porcelana de Pedreira estão localizados na Praça Cel. João Pedro nº 102.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura