Por: A Tribuna
05/02/2020
17:02

Na tarde de segunda-feira, 3 de fevereiro, um grupo formado por seis pessoas, representando o Coletivo Cultura de Amparo, protocolou um oficio na Prefeitura de Amparo, destinado ao secretário municipal de Cultura e Turismo Delcio Briozo, solicitando o início dos trabalhos do Conselho Municipal de Cultura (COMCULT) e apresentando os oito indicados para as vagas de conselheiros. O ofício solicita que o secretario  nomeie os oito conselheiros que fazem parte do Poder Público, e oficialize os novos membros para que o Conselho possa iniciar seus trabalhos.

Conselho Municipal de Cultura

No dia 11 de novembro de 2019 os vereadores aprovaram a Lei Municipal nº 42/2019, que alterou a Lei Municipal nº 3.504, de 8 de fevereiro de 2010,que dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Cultura (COMCULT) e do Fundo Municipal de Apoio e Incentivo a Cultura. A nova lei definiu as novas cadeiras – Música; Artes Cênicas e/ou Performativas e da Dança; Artes Visuais e Linguagem Literária; e Cultura Popular e Diversidade – e a quantidade de conselheiros que o COMCUT passou a ter.

Com essa nova lei um grupo de aproximadamente 70 pessoas se reuniu, criando o Coletivo Amparo, que, democraticamente, escolheu os oito nomes que irão representar a sociedade civil no conselho, em uma reunião realizada no dia 25 de novembro de 2019, na Casa do teatro, depois de três outras reuniões abertas a todos os interessados.

height=392
Grupo formado por Jackson, Diego, Yukio, Viviane, Giovana e Rafael conversam com o secretário Delcio Briozo no Paço Municipal/Foto: Rafael Leopoldi

 


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura