Por: A Tribuna
08/06/2021
13:06

GCM abordou 98 pessoas que não apresentaram justificativas de trabalho ou atendimento de Saúde e lavrou o boletim de ocorrência durante o lockdown que aconteceu de 4 a 6 de junho. Ainda nos três dias de Lockdown de Amparo, 3.320 veículos foram fiscalizados nas barreiras sanitárias que atuavam nas saídas para Serra Negra, Pedreira, Morungaba e Itapira, segundo a GCM - Guarda Civil Municipal. 

O trabalho realizado com os profissionais de enfermagem, fiscais da Vigilância Sanitária, Cerest - Centro de Referência em Saúde do Trabalhador, da Segurança Pública, Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Serviços e Fazenda ocorreu durante todo o fim de semana. 

Nas ruas, a GCM abordou 98 pessoas que não apresentaram justificativas que estão no Decreto Municipal. As autoridades elaboraram o Boletim de Ocorrência do Desacordo da Lei. Com ele, a Secretaria Municipal de Saúde tem poder de multar a Pessoa Física, pelo não cumprimento do Lockdown. 

Durante os dias de restrição, a Vigilância Sanitária também encerrou o funcionamento de uma distribuidora de bebidas e o serviço de retirada de uma padaria. Além disso, as equipes receberam denúncias e constataram o funcionamento de um salão de beleza que teve de parar suas atividades. 

Das indústrias que podem trabalhar durante o Lockdown, a Vigilância recebeu denúncia e constatou o trabalho de uma empresa com seus trabalhadores sem o uso da máscara. 

Aglomerações foram dispersadas no distrito de Arcadas, Jardim América e Chácara São João.


  Compartilhar

Assinar o Jornal



Identificação do Assinante


Digite nos campos abaixo o seu e-mail ou CPF de cadatro em nosso site e sua senha de acesso.


Esqueceu o seus dados? Fale com a gente!

Assinatura