Suas férias de verão em Fortaleza

Beira-mar, em Fortaleza, é o principal corredor de animação da cidade, oferece belo conjunto visual, formado pelo movimentado calçadão, bares, barracas, coqueiros e os imponentes edifícios da orla / GB Imagem

Os prédios vistosos, a vida noturna agitada e a infraestrutura de Primeiro Mundo fazem de Fortaleza a capital do Nordeste

Fortaleza é o retrato de um Nordeste diferente. Na aparência, a capital cearense tem ares cosmopolitas, está mais para Rio de Janeiro do que para Recife. A orla é impressionante, com seus prédios vistosos e os coqueiros bem arranjados, nas calçadas, os praticantes de jogging, os ciclistas, os carros importados e as inúmeras lanchonetes muito bem frequentadas. A infraestrutura também impressiona: uma centena de hotéis, seguidos de dezenas de apart-hotéis e pousadas na cidade. A programação noturna é animadíssima de segunda a segunda e os shopping centers fazem parte do dia a dia de todos, moradores e turistas. E agora, no final do ano, a cidade fica ainda mais agitada.
No entanto, apesar de tanta modernidade, Fortaleza não perdeu o embalo nordestino. Na Praia de Mucuripe, em plena ferveção urbana, ainda se encontra o luxo cinematográfico dos jangadeiros, que cumprem idas e vindas naquelas águas verdes, exatamente como faziam há mais de 50 anos atrás.
As vedetes do consumo dos turistas ainda são as roupas de cambraia e o artesanato de renda, marcas registradas da cidade, sem falar nas cachaças e nas castanhas-de-caju. Nas rádios, nos salões de danças e nas ruas o ritmo é o forró. E no sotaque, Fortaleza é a cara de todo o Ceará, de todo o Nordeste.
Cada vez mais os governos Estadual e Municipal levam o turismo a sério na região, investindo no segmento, tratando o turismo como atividade econômica de extraordinária importância e detonando um ciclo de profissionalização total. Garçons, taxistas e comerciários aprendendo a falar inglês, francês e italiano; hotéis e restaurantes investindo em promoções, incrementando os cardápios e sofisticando o atendimento.
E nem é preciso tanto esforço para agradar porque Fortaleza já ganhou fama internacional. Não deixe de conhecer o Teatro Alencar, com sua monumental arquitetura; a Praça Portugal; o Farol do Mucuripe; a confusa e ao mesmo tempo deslumbrante variedade de artigos do Mercado Central, que precisa ser visitado de qualquer jeito porque o lugar é o único no mundo. Tem ainda os segredos de Fortaleza: o Morro do Mirante ou Santa Terezinha, o ponto mais alto da cidade, com alguns restaurantes e uma vista fabulosa, de dia ou de noite.
Destaque para a Catedral Metropolitana. Monumento histórico, sede da Arquidiocese de Fortaleza, foi construída no local da antiga Igreja da Sé. A obra demorou quarenta anos para ser concluída, tendo sido iniciada em 1938 e inaugurada em 1978.

Localizada numa área residencial nobre de Fortaleza, a Praia de Iracema recebeu esse nome para homenagear um dos principais personagens da literatura local, que dá nome ao romance de José de Alencar. Suas águas não são recomendadas para banho, mas a região merece um passeio por contar com um belo casario renovado, bares de restaurantes famosos. Não deixe de visitar a estátua da Iracema Guardiã, concebida nos anos 60 em comemoração aos 25 anos do bairro Praia de Iracema, e aos 100 anos da obra de José de Alencar, o monumento foi restaurado em 2012.
O Pôr-do-sol em Fortaleza pode ser definido em duas palavras: sol e festa. O sol é o senhor absoluto de 25 quilômetros de praias e um dos melhores lugares para apreciar este espetáculo da natureza é a Ponte dos Ingleses. Mais popularmente conhecida como Ponte Metálica, foi construída em 1923, para facilitar a implantação de um porto que nunca foi inaugurado. Então em 1940, este espaço na praia de Iracema virou reduto dos amantes do pôr do sol e ponto de encontro de jovens, que diariamente formam rodas de violão.
Para se descontrair é indicado o Centro Cultural Dragão do Mar. Inaugurado em 1999, consiste num espaço cultural com 30 mil metros quadrados de área, abrigando o Museu de Arte Contemporânea, Memorial da Cultura Cearense, salas de cinemas, teatro, anfiteatro, livraria, loja de artesanato e um planetário. Complementa a área diversas construções históricas restauradas e pintadas com cores fortes, abrigando bares e restaurantes que costumam ficar muito animados, principalmente nas tardes e noites de fim de semana.
A costa cearense merece um capítulo à parte. Ela guarda as mais bonitas praias do Brasil e do mundo. Canoa Quebrada (lado leste) e Jericoacoara (lado oeste) viraram mitos, graças a uma natureza original e única, onde dunas de areias, falésias e águas muito verdes compõem o cenário, beirando o indescritível. Além dessas duas famosas, existem muitos outros paraísos que aos poucos vão sendo descobertos pelos turistas, fazendo com que Fortaleza se torne cada vez mais interessante.
Para quem gosta de comida local, uma boa opção é a caranguejada. O cozido é feito com o caranguejo inteiro. A iguaria é um sabor arquetípico da cozinha cearense. As quintas-feiras é o dia da caranguejada na cidade de Fortaleza. Todos os restaurantes, bares e quiosques na beira da praia servem essa tradição da capital cearense. Na água que é cozido o caranguejo, adiciona-se farinha de mandioca que resulta no delicioso pirão.
Procure uma agencia de viagens e fique de olho nos vários pacotes que são oferecidos, com a vantagem de ter o pagamento parcelado. Ainda dá tempo para você planejar suas férias de verão!

Comentários

comentários