Berlim, histórica e atual

Pensando em um roteiro para suas próximas férias? Que tal Berlim?! O visitante tem o privilégio de ver uma das capitais do mundo se reinventando à sua frente. E o que é melhor: paga pouco por isso. Berlim é um dos lugares mais em conta da Europa, com preços que não assustariam no Brasil.

Esta época de Natal é ideal para visitar Berlim. Mesmo sob um frio intenso, a cidade tem uma gama imensa de atrações: tem museus, palácio, bares e restaurantes suficientes para entreter você nos dias gélidos. E, “diga-se de passagem”, o frio mais gostoso é o de dezembro, quando é compensado pelas feiras de Natal típicas da Alemanha – a mais bonita é montada na praça Gendamenmarkt.

Apesar do frio intenso que assola Berlim no final de casa ano, entre dezembro e janeiro é a época ideal para se visitar a capital alemã, pois feiras de Natal típicas da Alemanha enchem os olhos de qualquer turista e é parada obrigatória para quem quer entrar no clima natalino / GB Imagem

Berlim é a capital da Alemanha e por muitos anos seu povo viveu dividido por um famoso muro. A cidade tem uma população estimada em quase quatro milhões de habitantes. Após a divisão da Alemanha, em 1949, Berlim Oriental tornou-se a capital da Alemanha Oriental e Bonn passou a ser a capital provisória da Alemanha Ocidental. O Muro de Berlim dividiu a cidade a partir de 1961 até ser desmantelado em 1989. Com a reunificação, Berlim Oriental e Ocidental foram novamente reunidas para formarem o 16º Estado da República Federal da Alemanha.

O Muro de Berlim começou a ser derrubado na noite de 9 de novembro de 1989 depois de 28 anos de existência. O evento é conhecido como “a queda do muro”. Atualmente, existem trechos preservados do muro, com coloridos grafites / GB Imagem

A Primeira Guerra Mundial não teve um reflexo muito grande sobre a estrutura da cidade. Em 30 de janeiro de 1933, Adolfo Hitler foi nomeado chanceler, tendo iniciado, com a invasão da Polônia, em 1º de setembro de 1939 a Segunda Guerra Mundial, que se estenderia até 1945, quando a Alemanha perde a guerra e Berlim é invadida pelas tropas soviéticas. A partir de 1940, Berlim sofreu inúmeros bombardeios especialmente no último ano da guerra, tendo a maioria dos edifícios ficado em ruínas. Após o fim da guerra, as tropas americanas, britânicas, francesas e soviéticas, reunidas em Potsdam, dividiram a cidade em quatro setores.

Em 1949 nasce, nos territórios controlados pelos soviéticos, a República Democrática Alemã, tendo por capital a zona oriental de Berlim. Os restantes setores de Berlim constituíram um enclave dentro do território da Alemanha Oriental. Para evitar a fuga dos berlinenses para os setores ocidentais, o governo comunista construiu, em 1961, um muro com cerca de 150 quilômetros de extensão e quem tentasse ultrapassá-lo era imediatamente morto.

A natureza em Berlim, com seus inúmeros parques, como nas demais cidades europeias, é simplesmente deslumbrante. E, nesta época do ano, fica com um charme especial quanto tudo fica branco de neve / GB Imagem

A partir de 1989, as mudanças políticas que ocorrem na Europa Oriental levaram à histórica queda do Muro de Berlim e à abertura das fronteiras entre as duas Alemanhas.

Em 1990, a Alemanha reunificou-se e Berlim voltou a ser a capital, depois de Bona ter sido capital provisória da parte ocidental da Alemanha desde os finais da Segunda Guerra Mundial. Desde então, a cidade tem passado por uma completa transformação urbanística, com a reconstrução e reabilitação de edifícios históricos e a edificação de novos bairros voltados para o século XXI, aproveitando, especialmente, as zonas anteriormente ocupadas pelo Muro. Berlim ressurge, atualmente, em toda a sua imponência, podendo ser considerada uma das mais belas cidades europeias.

A Torre de Rádio de Berlim (Berliner Funkturm), uma torre transmissora construída entre 1924 e 1926 por Heinrich Straumer, que está localizada no distrito de Charlottenburg-Wilmersdorf é uma das principais atrações turísticas da cidade, apesar da Torre de Televisão (Fernseherturm), localizada na Alexanderplatz, ter mais do dobro de sua altura. Apelidada de “Langer Lulatsch” (Moça Esbelta) pelos guias turísticos, a expressão é raramente utilizada pelos berlinenses. Foi inaugurada no dia 3 de setembro de 1926 na ocasião da 3ª Grande Exibição Alemã de Rádio e hoje é um patrimônio tombado. A torre foi construída com uma estrutura treliçada em aço, similar à Torre Eiffel de Paris. Os 150 metros e aproximadamente 600 toneladas do monumento foram planejados originalmente somente como uma torre transmissora, mas posteriormente foram incluídos um restaurante a uma altura de aproximadamente 52 metros e uma plataforma de observação a aproximadamente 125 metros de altura. Visitantes podem alcançar o restaurante e a plataforma de observação por um elevador que sobe a uma velocidade de até 4 metros por segundo.

A Torre de Rádio de Berlim (Berliner Funkturm), uma torre transmissora construída entre 1924 e 1926 por Heinrich Straumer, que está localizada no distrito de Charlottenburg-Wilmersdorf é uma das principais atrações turísticas da cidade, apesar da Torre de Televisão (Fernseherturm), localizada na Alexanderplatz, ter mais do dobro de sua altura / GB Imagem

Em 22 de março de 1935, o primeiro programa regular da televisão no mundo foi transmitido através da antena no alto da torre. Desde 1963, a torre não é mais usada para transmissões televisivas e radiofônicas regulares, mas ainda é usada como estação para transmissões não-abertas, como rádio amador, uso policial e serviços de telefonia celular. A última reforma completa ocorreu no ano 1987 na ocasião do 750° aniversário de Berlim.

Vale a pena ser apreciada a “moderna” antena de televisão que, juntamente com a torre da Rádio de Berlim, são pontos turísticos bastante visitados / GB Imagem

Indo a Berlim, não deixe de conhecer a Unter den Linden, a principal avenida com várias construções famosas e o Portão de Brandemburgo, a Ópera Estadual, a Embaixada Russa, o Museu Histórico e a Universidade Humboldt, que é a mais antiga universidade da cidade, fundada em 1810.

O Portão de Brandemburgo é ponto turístico mais procurado de Berlim. Ficou conhecido mundialmente por ser a “fronteira” entre a Alemanha Ocidental e a Alemanha Oriental / GB Imagem

Não deixe também de visitar o Reichstag, sede do Parlamento Alemão, que até 1990 foi usado apenas para encontros ocasionais e para uma exibição permanente sobre a história alemã chamada “Fragen an die Deutsche Geschichte”. A cerimônia oficial da Reunificação Alemã (Wiedervereinigung) foi proclamada do Reichstag no dia 3 de outubro de 1990, após a transferência do governo alemão de Bonn para Berlim. O prédio foi reinaugurado em 19 de abril de 1999 como sede do Parlamento.

Em Berlim, não deixe de visitar o Reichstag, sede do Parlamento Alemão. A cerimônia oficial da Reunificação Alemã (Wiedervereinigung) foi proclamada do Reichstag no dia 3 de outubro de 1990, após a transferência do governo alemão de Bonn para Berlim / GB Imagem

Procure seu agente e programe sua viagem à Alemanha. Vai valer a pena o investimento, mas lembre-se: em menos de três dias inteiros, você não consegue entender Berlim!

Comentários

comentários