Notas & Tendências – 01/11/2018

Bolsonaro, o mais votado
O candidato a presidente pelo PSL, Jair Bolsonaro, foi o mais votado na eleição do segundo turno em Amparo. Ele obteve 29.332 votos, o que corresponde a 80,63% dos votos. O candidato do PT, Fernando Haddad, obteve em Amparo 7.048 votos, o que corresponde a 19,37% do total. No primeiro turno, Bolsonaro obteve 63,95% dos votos no município, totalizando 24.111 votos. Já Haddad havia obtido 3.005 votos, o que corresponde a 7,9%. A eleição do segundo turno aconteceu no domingo, 28 de outubro.

Os desempenhos dos candidatos
Na região do Circuito das Águas, os resultados para presidente foram muitos próximos. Bolsonaro recebeu mais de 80% dos votos em Amparo, Serra Negra, Monte Alegre do Sul, Águas de Lindóia, Pedreira, Lindóia e Itapira. O seu pior desempenho foi em Jaguariúna, onde obteve 77,77% dos votos. Já o candidato do PT teve o seu melhor desempenho em Jaguariúna, onde somou 22,23% dos votos. O segundo melhor desempenho de Haddad foi em Monte Alegre do Sul, seguido de Amparo.

Na disputa pelo Governo do Estado
Na região, o melhor desempenho do governador eleito, João Doria, foi em Amparo. Ele recebeu 72,49% dos votos, o que corresponde a 24.665. O candidato do PSB, Márcio França, obteve em Amparo 9.362 votos (27,51%). No primeiro turno, o candidato do PSDB, João Doria, foi o mais votado em Amparo. Ele obteve 15.057 votos, o que corresponde a 46,40% do total dos votos válidos. Na segunda colocação, ficou Paulo Skaf (MDB), com 5.561 votos, o que corresponde a 17,14% dos votos. Na terceira colocação, ficou Márcio França (PSB), com 4.647 votos, o que corresponde a 14,32%. Na região, o pior desempenho de Doria foi em Pedreira, onde obteve 59,81% dos votos.

Desempenho do PSB na região
Vale lembrar que, na região, o PSB tem duas lideranças políticas. O deputado estadual de Itapira, Barros Munhoz, que sonhava com a vitória de França e a possibilidade de se tornar presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), que deve, agora, ficar na oposição. Na sua cidade, Itapira, João Doria obteve 21.840 votos, o que corresponde a 61,86%. Já França recebeu 13.464 (38,14%) votos. Em Pedreira, o prefeito Hamilton Bernardes (PSB) obteve o melhor resultado para Márcio França na região, porém não conseguiu evitar a derrota do candidato do PSB: João Doria recebeu em Pedreira 12.979 (59,18%) votos e Márcio França, 8.954 (40,82%).

Jacob com Doria?
Depois de praticamente não fazer campanha para nenhum candidato a governador de São Paulo, o prefeito de Amparo, Luiz Oscar Vitale Jacob (PSDB), procurou o mais rapidamente possível publicar uma foto na rede social Facebook onde aparece ao lado de João Doria (PSDB). No Facebook, Jacob escreveu “Obrigado, Amparo! Em Amparo, garantimos uma expressiva votação ao agora governador eleito, João Doria, do meu partido, PSDB. Foram 24.665 votos confiados a Doria. Ao presidente eleito, Jair Messias Bolsonaro (PSL), nossa cidade mostrou força e esperança. Com 80,63% dos votos válidos, o amparense deu o recado: espera um Brasil ainda melhor para se viver. Desejo toda sorte aos eleitos”. Vale lembrar, que pelo fato de o deputado Barros Munhoz (PSB), padrinho político do prefeito de Amparo, ter feito campanha para Márcio França em Amparo, Jacob não foi apenas discreto na campanha; simplesmente desapareceu e, agora, parece que deseja mostrar que apoiava Doria.

Mais um pedido de desculpa
Um dos maiores defensores da atual Administração da Prefeitura de Amparo, Fernando Giglioli, publicou na rede social mais um pedido de desculpa para o candidato a prefeito pelo MDB na eleição de 2016, Carlos Alberto Martins. Na rede social, Giglioli escreveu o seguinte: “Eu, José Fernando Giglioli, declaro, para os devidos fins, que não tenho conhecimento de qualquer fato que desabone a conduta do autor Carlos Alberto Martins bem como de sua família. Aproveito a oportunidade para me desculpar com o Sr. Carlos Alberto Martins por qualquer dissabor que eu lhe tenha causado em datas anteriores e me comprometo a não mais postar qualquer comentário acerca de sua pessoa nas redes sociais e em demais veículos de comunicação”. Fernando é figura polêmica no Facebook e gosta de criar polêmicas contra os políticos que são contra o prefeito Jacob.

Moção foi aprovada
Na 32ª sessão ordinária realizada na segunda-feira, 29 de outubro, os vereadores aprovaram por unanimidade a Moção nº 11/2018, de autoria do vereador Esequiel Pereira dos Santos – Pastor Esequiel (PSDB), de repúdio à alienação ou concessão da autarquia Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), de Amparo. A sessão foi acompanhada por 15 funcionários da autarquia, que assistiram a todos os vereadores se posicionarem contrários à concessão do SAAE. Dos 12 vereadores do Legislativo amparense, apenas o vereador Antônio Fernando Pereira – Tustão (PSDB) não assinou a moção, mas ele falou na tribuna que se mantém contrário à concessão. “Não assinei porque em tudo o que faço aqui nesta Casa eu tenho palavra e vou até o fim. Eu já falei aqui e vou seguir contrário a essa concessão”, afirmou Tustão. O vereador Pastor Esequiel, autor da moção, agradeceu a assinatura dos onze vereadores e a declaração verbal do décimo segundo e disse que “essa moção é para tranquilizar a população, tranquilizar os funcionários do SAAE e dar um sinal vermelho para o prefeito. Esta Casa é contra, é unânime”.

Comentários

comentários