“Os Irmãos Cara de Pau” relembra o cinema da década de 80

Projeto Luz e Sombras promove na próxima segunda-feira, dia 25, apresentação da comédia que marcou gerações

Nesta segunda-feira, dia 25 de março, o Projeto Luz e Sombras apresenta uma das comédias mais debochadas e malucas dos anos 80, “Os Irmãos Cara de Pau”. A exibição acontecerá no auditório da sede administrativa da Unimed Amparo, na Avenida Saudade nº 369 – Ribeirão, em Amparo. O evento tem início às 19h e a entrada será livre para todo o público.

“Os Irmãos Cara de Pau” é uma comédia produzida pela Universal Pictures de 1980. No elenco, estão os atores John Belushi, Dan Aykroyd, James Brown, Cab Calloway, Ray Charles, Aretha Franklin, Steve Cropper e Donald Dunn.O filme conta ainda com participações especiais de Carrie Fisher e Steven Spilberg. O roteiro foi de Dan Aykroyd e John Landis, o director de artes foi Henry Larrecq e o diretor John Landis.

Sinopse

Dois irmãos tentam reorganizar sua banda de música, para levantar o dinheiro necessário para livrar o Orfanato onde passaram a infância e adolescência da cobrança de coletores de impostos. Então, passam a localizar os antigos membros da banda de blues rock que lideravam nos anos 60. Eles estão determinados a arrecadar cinco mil dólares para pagar os impostos atrasados do estabelecimento. Mas a dupla logo percebe que precisa organizar um grande espetáculo para levantar dinheiro suficiente para saldar a dívida do local e acabam se envolvendo em muita confusão.

Eles são perseguidos pela polícia, o Exército, Swat, neonazistas, integrantes de uma outra banda e pela noiva que foi abandonada por um deles.

“Os Irmão Cara de Pau” é uma das mais debochadas e malucas comédias do cinema e foi baseada no programa de TV “Saturday Night Live”, que revelou John Belushi e Dan Aykroyd .

A banda realmente existiu. Ela foi formada em 1962. No filme, ela é liderada por Jake e Elwood Blues, codinomes de John Belushi e Dan Aykroyd. Os dois fizeram parte do programa “Saturday Night Live” e em 1976 debutaram e fizeram os primeiros contatos com a banda.

Fantasiados de abelha, eles interpretaram a música “I’m A King Bee”, de Slim Harpo. A partir desta apresentação, a popularidade do duo foi crescendo gradativamente, até virarem estrelas de primeiro nível.
Nessa época, a Banda já contava com músicos respeitadíssimos, como o espetacular guitarrista Steve Cropper e o baixista Donald “Duck” Dunn, frequentadores da gravadora Stax, um dos berços da música negra norte-americana. Aos poucos, foram sendo acrescidos novos talentos, caso do outro guitarrista, Matt “Guitar” Murphy. Então, John Belushi resolveu escrever o roteiro do filme “Os Irmãos Cara de Pau” e convidou todos os integrantes da Banda para atuarem no filme.

Tributo à música negra

John Belushi chamou o filme de um tributo à música negra norte- americana e, para isso, se cercou dos grandes nomes do gênero: Aretha Franklin, James Brown, Ray Charles, Cab Calloway, misturando blues, rock and roll, soul, country e rythms and blues, no caldeirão.Ficou maravilhoso.

O filme demole todas as expressões culturais da época e debocha de algumas organizações e instituições moralistas, o que torna o seu humor especial para públicos restritos. Nesse sentido, é um dos filmes exemplares da comédia anárquica dos anos 80.

Acontece uma incrível e destruidora perseguição de carros pelas ruas de Chicago que ainda não foi superada por nenhum outro filme. Como é de praxe, o diretor John Landis convidou para atuar como figurantes, cineastas como Steven Spielberg e Frank Oz.

“Os Irmãos Cara de Pau” é pura nostalgia, repleta de curiosidades de bastidores e brilhantemente afinada com a alma do cinema dos anos 80 que merece ser redescoberta como também revisitada. É uma verdadeira obra-prima do cinema.

Comentários

comentários