Teste da Linguinha evita o desmame precoce

10

Para encerrarmos o assunto sobre a semana da amamentação, nada melhor que falarmos do “Teste da Linguinha”, exame que tornou-se obrigatório a partir da Lei 13.002, de 20 de junho de 2014, através da realização do Protocolo de Avaliação do Frênulo da Língua em Bebês, em todos os hospitais e maternidades.

Mas o que é o “Teste da Linguinha” ?

O “Teste da Linguinha” é uma avaliação “anatomofuncional”, para observar aspectos gerais do frênulo da língua e uma avaliação das funções orofaciais para investigar os movimentos e a posição da língua na cavidade oral, através de protocolo específico. Esse teste serve para prevenir o desmame precoce nos recém nascidos.

A alteração do frênulo da língua “é uma anomalia congênita”, que ocorre quando uma pequena porção de tecido embrionário, que deveria ter sofrido apoptose durante o desenvolvimento, permanece na fase sublingual da língua, restringindo seus movimentos”, resumindo, a famosa “língua presa”.

O frênulo da língua, quando avaliado, pode ser diagnosticado como normal ou alterado, e essa alteração pode interferir no ato de sucção, prejudicando dessa forma a nutrição do bebê e posteriormente sua fala; as alterações do frênulo lingual são de origem hereditária, com maior incidência no sexo masculino, com herança autossômica dominante.

Em bebês, a amamentação está diretamente relacionada com as funções de sucção e deglutição, coordenadas com a respiração. Em ambas, a participação dos movimentos da língua é fundamental. Sendo assim, qualquer restrição à livre movimentação da língua pode resultar no comprometimento das funções, dificultando a amamentação. Essa dificuldade para amamentar pode levar ao desmame precoce e/ou baixo peso, comprometendo o desenvolvimento dos bebês.

Comentários

comentários