Fonoaudiologia e a Saúde do Trabalhador

O fonoaudiólogo pode trabalhar também, dentro das empresas, ajudando a eliminar o risco da ocorrência da Perda Auditiva Induzida por Níveis de Pressão Sonora Elevados (PAINPSE)  e suas consequências, antigamente conhecida por Pair (Perda Auditiva Induzida por ruído). A mudança na terminologia aconteceu, para que ficasse bem claro, que são os sons altos que causam as perdas de audição, e não qualquer ruído do ambiente.

Junto com a equipe de segurança do trabalho e da medicina do trabalho, o fonoaudiólogo pode auxiliar na caracterização do ambiente de trabalho, identificando e avaliar  todos os riscos que possam afetar a audição (níveis elevados de pressão sonora, produtos químicos, vibrações e outros), considerando as possibilidades de interações entre estes agentes.

O profissional também é apto à sugerir medidas individuais e/ou coletivas para redução do ruído, junto com equipe técnica e trabalhadores, para controlar e/ou eliminar a ação dos agentes prejudiciais à audição.

O monitoramento das alterações auditivas, quando estas forem diagnosticadas, também é de responsabilidade do fonoaudiólogo, bom como conscientizar e orientar sobre a importância da saúde auditiva e traçar o perfil audiológico dos trabalhadores.

Dentro das possibilidades do trabalho ainda está desenvolver programas de conservação da audição, envolvendo todos colaboradores. Criar ações educativas de conscientização e orientação sobre os riscos dos níveis de pressão sonora elevados e a conservação auditiva.

Todas essas ações podem ajudar a preservar a audição dos colaboradores de uma empresa, melhorando a qualidade de vida de todos. Sem levar em consideração que essas medidas estão vinculadas à Portaria no. 19 de 09/04/98 do Mistério do Trabalho e Emprego, portanto fazem parte da nossa Legislação.

Por fim, a fonoaudiologia pode ajudar tanto e de tantas formas. Sempre procure um profissional capacitado.

 

Comentários

comentários