Atenção na hora de escolher os cosméticos e produtos de perfumaria

Na hora de escolher o cosmético, leia atentamente qual é a composição e o modo de usar. E muita atenção quanto à data de validade do produto. Assim, poderá desfrutar plenamente dos benefícios que procura para sua pele / GB Imagem

Quando você vai comprar cosméticos, costuma prestar atenção em detalhes como data de validade? Na verdade, o que chama a atenção é a aparência da embalagem, depois a composição do produto e suas promessas de tratamento, ou a fragrância. E se é maquiagem, prestamos atenção na cor, se combina com a pele, se a sombra combina com o batom etc etc.

E tem outro “agravante”, na hora da compra, olhamos a data que está na embalagem, mas o caso é que geralmente jogamos fora a embalagem e nos esquecemos do detalhe da data de validade do produto.

No entanto, a validade dos itens de maquiagem e cosméticos em geral – incluindo esmalte, xampu, sabonetes e cremes para cabelos – é algo que deveria ser levado mais a sério.

Atualmente, os consumidores são bombardeados com uma infinidade de opções, não somente de marcas de produtos, mas também de variedade. A lista é imensa e tem produtos para todos os bolsos. TODOS prometem beleza, pele luminosa, visual de passarela, mas será que todos são confiáveis?

É certo que um número maior de mulheres e homens procura por produtos e tratamentos que melhorem a aparência. A estética deixou de ser luxo para tornar-se item quase essencial para sentir-se bem consigo mesmo. É certo também que a indústria cosmética tem se empenhado em pesquisas e as novidades na área são constantes.

Produtos para maquiagem também têm data de validade e composições específicas. Fique atenta para não usar produtos vencidos que podem causar irritações nos olhos e na pele do rosto. Cuidado com produtos de origem duvidosa comercializados a preços muito abaixo do mercado / GB Imagem

Você sabe o que significa a palavra “hipoalergênico” escrita no rótulo dos cosméticos?

Esta palavra é usada para indicar que o produto foi testado por médicos, ou laboratórios, alergologistas, assim raramente causarão alergias em seus consumidores. Os especialistas no assunto explicam ainda que tais cosméticos têm uma formulação diferenciada da qual foram abolidas inúmeras substâncias as quais sabidamente causam alergias e outras reações na pele.

É bom lembrar que existem tipos de peles muito sensíveis nas quais até mesmo os produtos hipoalergênicos causam reações; neste caso a orientação do dermatologista será fundamental, indicando qual é a formulação ideal para aquele tipo de pele.

Todo bom cosmético deve ter o registro da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) por isso na hora da compra, procure ler o rótulo do produto e leia atentamente a bula. Existem excelentes marcas no mercado, conhecidas por sua idoneidade e por isso dispensam cuidados extras, mas é sempre bom ficar atento. Jamais use cosméticos de procedência desconhecida, mesmo que seja um inofensivo creme hidratante para as mãos.

Outra coisa, leia a composição do produto e todas as informações que constam do rótulo ou bula. Agora, se a novidade não tem nada disso escrito no rótulo e nem bula, então fuja porque você estará adquirindo um produto de procedência duvidosa.

Quando se fala em cosmético geralmente se pensa em cremes de tratamento, mas o termo engloba também a maquiagem. Muito cuidado na hora de comprar os produtos; é comum relatos de alergia e coceira nos olhos por causa de rímel, sombras e lápis. Neste caso vale a mesma dica: procure produtos idôneos, de marca reconhecida. Geralmente também têm a inscrição hipoalergênico.

Se mesmo com todos estes cuidados perceber que causam irritação suspenda o uso e procure ajuda profissional.

Os cosméticos têm a função de tratar e melhorar a saúde da pele, fazem um bem enorme para a autoestima, e podem (e devem) ser usados, mas é recomendável uma visita ao dermatologista antes de optar por este ou aquele.

Comentários

comentários